SC Expande Zoneamento Ecológico-Econômico para Proteger Meio Ambiente e Impulsionar Desenvolvimento Sustentável

Santa Catarina está prestes a dar um passo significativo na direção do desenvolvimento sustentável com a ampliação do Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE). Este instrumento de planejamento territorial é fundamental para assegurar que o crescimento econômico ocorra de maneira harmoniosa com a preservação ambiental. O projeto, que está em fase de expansão, promete trazer benefícios tanto para o meio ambiente quanto para a economia local.

O Que é o Zoneamento Ecológico-Econômico?

O Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) é uma ferramenta de gestão territorial que busca compatibilizar o uso dos recursos naturais com o desenvolvimento econômico. Em essência, o ZEE categoriza áreas do território estadual com base em suas características ambientais e socioeconômicas, estabelecendo diretrizes para o uso e ocupação do solo. Dessa forma, é possível identificar regiões que necessitam de maior proteção ambiental, bem como áreas que podem ser destinadas a atividades econômicas sustentáveis.

Continua após o anúncio

Expansão do ZEE em Santa Catarina

O governo de Santa Catarina, em parceria com instituições de pesquisa e organizações ambientais, está trabalhando para ampliar o alcance do ZEE. A nova fase do projeto pretende mapear de forma ainda mais detalhada o território catarinense, considerando aspectos como biodiversidade, recursos hídricos, solos, clima e atividades econômicas. Com isso, será possível criar um plano de ação mais robusto e eficaz.

A ampliação do ZEE incluirá também um maior envolvimento das comunidades locais. A participação de moradores e líderes comunitários é essencial para garantir que as diretrizes do zoneamento atendam às necessidades reais da população, promovendo o desenvolvimento econômico sem comprometer os recursos naturais.

Continua após o anuncio

Benefícios do ZEE para o Estado

A implementação do ZEE traz diversos benefícios para Santa Catarina. Entre eles, destacam-se:

  1. Preservação Ambiental: O zoneamento identifica áreas de grande importância ecológica que devem ser protegidas, contribuindo para a conservação da biodiversidade e dos recursos hídricos.
  2. Desenvolvimento Sustentável: Ao definir zonas específicas para diferentes tipos de atividades econômicas, o ZEE promove um crescimento equilibrado, evitando a degradação ambiental.
  3. Planejamento Territorial: Com o zoneamento, é possível planejar o uso do solo de maneira mais eficiente, prevenindo conflitos de uso e ocupação e promovendo a harmonização entre áreas urbanas, rurais e de preservação.
  4. Redução de Riscos Ambientais: O ZEE ajuda a identificar áreas de risco, como aquelas suscetíveis a deslizamentos e inundações, permitindo a adoção de medidas preventivas.
  5. Valorização do Patrimônio Natural: A identificação e proteção de áreas de valor ambiental elevam a qualidade de vida da população e atraem investimentos em ecoturismo e outras atividades sustentáveis.

Participação Comunitária e Governança

Um dos pontos fortes da nova fase do ZEE é a ênfase na participação comunitária. Envolver a população local no processo de zoneamento garante que as diretrizes estabelecidas sejam realmente aplicáveis e aceitas pela comunidade. Além disso, a transparência e a governança participativa fortalecem a confiança nas instituições responsáveis pelo planejamento territorial.

Continua após o anúncio

Reuniões públicas, oficinas de capacitação e consultas populares são algumas das estratégias que estão sendo utilizadas para engajar a população. Essa abordagem colaborativa não só melhora a qualidade das decisões tomadas, mas também aumenta a conscientização sobre a importância da preservação ambiental.

Desafios e Perspectivas

Embora os benefícios do ZEE sejam claros, a implementação do zoneamento ecológico-econômico enfrenta alguns desafios. Entre eles, destacam-se a necessidade de investimentos contínuos em pesquisa e tecnologia, além da resistência de alguns setores econômicos que podem ver as novas diretrizes como um obstáculo ao desenvolvimento.

No entanto, a perspectiva é positiva. O governo de Santa Catarina está comprometido em buscar soluções equilibradas que atendam tanto às necessidades de preservação ambiental quanto aos interesses econômicos. A colaboração entre órgãos públicos, instituições de pesquisa, organizações não governamentais e a comunidade é fundamental para o sucesso do ZEE.

A ampliação do Zoneamento Ecológico-Econômico em Santa Catarina representa um avanço significativo na busca por um desenvolvimento sustentável. Com uma abordagem que equilibra a proteção ambiental e o crescimento econômico, o estado está se posicionando como um exemplo de gestão territorial responsável. A participação ativa da comunidade e a colaboração entre diferentes setores são essenciais para que o ZEE atinja seus objetivos, promovendo um futuro mais sustentável para Santa Catarina.

Gostou da notícia?

Aproveite para participar do nosso grupo no whatsapp e receba notícias exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas notícias!

Siga o SC Hoje News no Google News para ficar bem informado.
Siga nosso perfil no Instagram: @schojenews
Siga nossa página no Facebook: @schojenews
Inscreva-se no nosso Canal no YouTube: @schojenews

Continua depois do anúncio: FP

Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Leia Mais

Mais Lidas

-PUBLICIDADE-