- PUBLICIDADE GOOGLE-

Das 441 cidades em calamidade no RS, só 69 pediram recursos federais

O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, revelou que poucas cidades do Rio Grande do Sul buscaram auxílio emergencial federal, apesar das graves inundações que atingem o estado desde o final de abril. Em entrevista coletiva realizada neste sábado (11), Góes expressou surpresa com o baixo número de solicitações de recursos: dos 441 municípios em estado de calamidade, somente 69 fizeram pedidos.

O governo federal respondeu flexibilizando as normas para a liberação de fundos emergenciais. “Entendemos que muitos prefeitos estão priorizando as operações de resgate e socorro imediatos, o que motivou a simplificação do processo para receber os recursos necessários”, explicou Góes. Agora, um simples ofício, acompanhado pelo decreto estadual que reconhece a calamidade, é suficiente para que municípios com até 50 mil habitantes recebam R$ 200 mil, aqueles com até 100 mil, R$ 300 mil, e os com mais de 100 mil habitantes, R$ 500 mil.

Continua após o anúncio

Os dados apresentados são alarmantes: 445 municípios afetados, mais de 339 mil desalojados e 71 mil pessoas abrigadas, além de 136 mortes e 756 feridos. As respostas incluem também ações direcionadas às comunidades indígenas, com a ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, reportando 9 mil famílias afetadas. O governo assegurou a entrega regular de cestas básicas para estas comunidades, reconhecendo o papel vital dos conhecimentos indígenas nos esforços nacionais de prevenção e reconstrução após desastres.

Além disso, o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Paulo Pimenta, destacou o apoio significativo da Marinha, que enviou o Navio Aeródromo Multipropósito Atlântico ao município de Rio Grande, reforçando as operações de ajuda com um vasto conjunto de recursos, incluindo tratamento de água e transporte.

Continua após o anuncio

Com a previsão de reforço por parte da Força Nacional, que enviará adicionais 300 integrantes para auxiliar na segurança dos abrigos, o governo demonstra um esforço contínuo e robusto para lidar com as consequências dessa calamidade natural.

Com Informações da Agência Brasil

Continua após o anúncio

Gostou da notícia?

Aproveite para participar do nosso grupo no whatsapp e receba notícias exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas notícias!

Siga o SC Hoje News no Google News para ficar bem informado.
Siga nosso perfil no Instagram: @schojenews
Siga nossa página no Facebook: @schojenews
Inscreva-se no nosso Canal no YouTube: @schojenews

Continua depois do anúncio: FP

Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Leia Mais

Mais Lidas

-PUBLICIDADE-