- PUBLICIDADE GOOGLE-

Estação Verão: Celesc reforça equipes e estrutura para alta temporada

Foto: Roberto Zacarias/Secom

A Celesc preparou uma série de ações específicas para atender à alta da demanda no setor de energia elétrica por conta da temporada de verão em Santa Catarina, e assim garantir ainda mais confiabilidade ao sistema. A organização da Operação Verão é feita ao longo do ano, e incluiu contratação de equipes de reforço, realocação de pessoal para áreas com mais movimento, além do posicionamento de Subestações móveis, torres de Emergência, novas Subestações e a ampliação da capacidade de outras.

Continua após o anúncio

A vinda de milhares de turistas para o litoral catarinense, o crescimento abrupto do consumo provocado pelo uso intensivo de eletrodomésticos, refrigeradores, sistemas de climatização, a Celesc estima um crescimento de 9,4% na demanda de Energia no verão de 2024.

Com a incidência 35% maior de temporais, ventanias e descargas atmosféricas no verão, criam um cenário sazonal desafiador para a companhia, que trabalha em três grandes frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.
Especificamente para a temporada 2023-2024, estão sendo contratadas, por meio da Operação Verão, mais 9 equipes com caminhões pesados, dobrando o quantitativo que atua durante o ano nas regiões de Florianópolis, Joinville, Itajaí, Criciúma e Tubarão.

Continua após o anuncio

Estas equipes diminuirão o tempo de atendimento de ocorrências de maior porte que possam vir a ocorrer. Beneficiando mais de 2 milhões de turistas que passarão em praias como Balneário Camboriú, Bombinhas, Governador Celso Ramos, Norte da Ilha de Santa Catarina, Campeche, Garopaba, São Francisco do Sul, Pinheira, Balneário Arroio do Silva e Praia Brava, além das que ficam nas proximidades. Além disso, a distribuidora também realizará a realocação de equipes leves para as regiões litorâneas, a fim de reforçar a capacidade de atendimento nesses locais. Posicionamento de Transformadores Móveis (Subestações Volantes) em locais próximos a região de grande consumo (Tubarão, Florianópolis e Joinville), além da disponibilização de seis torres modulares para linhas de alta tensão, trazendo um maior dinamismo no restabelecimento da rede em caso de ocorrências na Alta Tensão (Subestações e Linhas).

O efetivo de trabalhadores será de mais de 1.200 profissionais entre eletricistas e atendentes comerciais para fazer frente às ocorrências em campo entre os meses de dezembro a março nas regiões do litoral.
O presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, reforça que o trabalho para garantir a confiabilidade do sistema na alta temporada é realizado durante todo o ano, e recebe o impacto direto dos investimentos que vêm sendo feitos pela companhia.

Continua após o anúncio

Apenas em 2023, os investimentos da empresa da Rede de Distribuição em obras, melhorias, materiais e equipamentos, além de serviços, ultrapassaram a casa de R$ 650 Milhões. Desse total, estão sendo destinados aproximadamente R$ 414 milhões para a instalação de redes elétricas de média e baixa tensão e R$ 246 milhões para melhorias no sistema elétrico de alta tensão (subestações e linhas de transmissão, com benefícios para o atendimento de todas as regiões do território catarinense).

Em 2023 houve uma expansão em 262 MVA da capacidade instalada das Subestações da Celesc, foram energizadas três novas Subestações (Capivari de Baixo, Joinville Boa Vista e Itajaí Salseiros 138kV) e outras três foram ampliadas (Treze Tilias, Papanduva Área Industrial e Joinville Paranaguamirim. Também foi nesse ano que a Celesc ultrapassou a marca de 2.000 religadores trifásicos em operação – são equipamentos telecomandados do Centro de Operação que promovem o remanejamento de cargas possibilitando o retorno de energia de maneira rápida e automática com a implementação de lógicas de recursividade.

“A Celesc está preparada para garantir a segurança e a confiabilidade do sistema de energia elétrica para os catarinenses e para os turistas que vierem para o Estado durante a temporada de verão. Isso é reflexo tanto das ações específicas, com a contratação de equipes e incremento de estrutura, por exemplo, quanto dos investimentos constantes feitos pela empresa, que se refletem numa melhoria da qualidade dos nossos serviços ao longo de todo o ano”, destaca Tarcísio.

Prevenção
Em 2023, os recursos para manutenção do sistema elétrico ultrapassam R$ 200 milhões e, deste total, R$ 19 milhões foram destinados à limpeza de faixa, poda e roçada de vegetação, esse é um dos investimentos mais importantes para o Verão, tendo em vista que a vegetação que alcança a rede elétrica em temporais é causa de 35% das ocorrências no sistema.

A rede elétrica também foi inspecionada com “termovisores”, equipamentos que permitem, por meio da análise da temperatura local, identificar preventivamente pontos de desgaste (em chaves, emendas e conexões), possibilitando a substituição de itens antes da falha. A inspeção foi realizada em 85% dos troncos de alimentadores que somam mais de 7,5 mil quilômetros de rede.

Celesc orienta com dicas de economia para o verão:

Ar-condicionado – Além de regular a temperatura adequada em 23º, confortável e que garante o bom funcionamento do motor, dê preferência para modelos Split e Inverter com selo Procel. Eles são mais eficientes e gastam menos energia. Na hora de instalar, escolha a parede do ambiente que tem mais sombra. Vai fazer o aparelho “trabalhar” menos para manter o ambiente em temperatura agradável.

Geladeira – Para reduzir o consumo do aparelho, ajuste o termostato de acordo com a época do ano, mantenha a borracha de vedação em bom estado, não deixe a porta aberta por muito tempo, não guarde alimentos quentes e não seque roupa na parte de trás. Outra dica é colocar a geladeira distante dos equipamentos que são fontes de calor, como o fogão e o forno elétrico. Também evite abri-la o tempo todo para diminuir a variação de temperatura e economizar.

Ventilador – Ventiladores podem ser bons aliados para aplacar o calor gastando menos que o ar-condicionado. No chão, no teto ou na parede, eles são uma opção mais em conta para refrescar os ambientes. Observe a quantidade de vento que o modelo é capaz de produzir. Na etiqueta é informada a vazão do ventilador e o índice de energia consumida. Se dois modelos consomem a mesma quantidade de energia, opte por aquele de maior quantidade de vento gerado, porque será capaz de ventilar mais que o outro.

Modo stand by – O modo “stand by” – ou modo de espera – também consome energia do aparelho eletrônico. Desligá-los enquanto não estão sendo usados faz a diferença no valor da fatura no fim do mês. Uma dica que pode fazer a diferença é programar os aparelhos para desligarem a cada duas horas.

Ranking de consumo – Em muitas empresas, o home office veio para ficar e o gasto com energia elétrica nas residências pode aumentar. Uma dica para economizar é saber o consumo de energia de cada aparelho. Por exemplo, uma air fryer de 1500 W ligada por 30 minutos equivale ao consumo de 25 lâmpadas Led de 6W ligadas por 5 horas.

Chuveiro elétrico – Hábito como o uso demorado do chuveiro elétrico lidera o consumo de energia na maioria das residências e pode representar um acréscimo de 25% a 35% no valor total da conta de luz. Utilize o aparelho no modo verão e evite banhos demorados, pois, além de economizar luz, economiza água. Além disso, feche a torneira do chuveiro quando não estiver usando ou enquanto estiver se ensaboando. Se possível, opte pelo sistema solar de aquecimento de água para o banho quente.

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Veja Mais

Mais Lidas

RECEITAS