- PUBLICIDADE GOOGLE-

Operação Agro Seguro: Cidasc distribui informações sobre exigências sanitárias a turistas com foco na Influenza Aviária

Foto: Divulgação / Cidasc

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) anuncia a Operação Agro Seguro, uma ação educativa que será realizada no dia 15 de dezembro, em diversos pontos estratégicos de Santa Catarina de grande circulação turística. O objetivo principal é sensibilizar os turistas sobre as exigências sanitárias para a entrada de produtos de origem animal ou vegetal, com um enfoque especial na prevenção da Influenza Aviária.

Continua após o anúncio

Profissionais da Cidasc distribuirão materiais informativos, como folders, nos seguintes locais: no terminal rodoviário de Florianópolis, no entorno do aeroporto internacional da Capital, no aeroporto de Chapecó, no Mirante Serra Parque, no município de Bom Jardim da Serra, no Posto de Fiscalização Agropecuária – Aduana, no município de Dionísio Cerqueira, na fronteira com a Argentina; entre outros locais no estado.

A Influenza Aviária é uma preocupação para Santa Catarina e também para todo o país, porque essa doença pode colocar em risco toda a produção comercial de aves. O estado é o segundo maior produtor e exportador de carne de aves do Brasil e possui um plantel de mais de 132,3 milhões de frangos. Outro ponto importante que devemos ficar atentos é para a saúde dos demais rebanhos e das lavouras, que geram riquezas, renda e sustentam mais de 200 mil famílias catarinenses. Nesse contexto, a colaboração dos turistas é fundamental para evitar a introdução de agentes de doenças que possam comprometer a saúde dos animais e plantações locais.

Continua após o anuncio

A Influenza Aviária é uma preocupação constante, e por isso, a Cidasc está intensificando suas ações educativas, levando informações importantes aos turistas sobre as exigências sanitárias para a entrada de produtos de origem animal ou vegetal em nosso estado. “Nosso pedido é simples, mas crucial: contamos com a colaboração de cada visitante para preservar o patrimônio agrícola catarinense que sustenta mais de 200 mil famílias catarinenses. Evitar a entrada de agentes patogênicos é um gesto de respeito não apenas à nossa economia, mas também à preservação do meio ambiente e à qualidade de vida de nossa população”, comenta a presidente da Cidasc, Celles Regina de Matos.

A Cidasc destaca algumas orientações importantes para os turistas:

Continua após o anúncio
  • Não transporte mudas e sementes;
  • Guia de Trânsito Animal (GTA) para espécies não convencionais: Para o transporte de animais, além de gatos e cães, é necessário possuir a Guia de Trânsito Animal;
  • Selos de Inspeção Sanitária: Produtos de origem animal devem ter selos de inspeção sanitária válidos em todo o país, como o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), Serviço de Inspeção Estadual (SIE), Serviço de Inspeção Federal (SIF), ou Selo ARTE, certificado de identidade e qualidade, que possibilita o comércio nacional de produtos alimentícios elaborados de forma artesanal;
  • Não transporte carnes com osso;
  • Valorize os Produtos Locais: Santa Catarina é reconhecida pela produção de alimentos de alta qualidade e oferece excelentes opções gastronômicas. Prefira os produtos locais e contribua para a economia sustentável da região.

Mais informações à imprensa:
Alessandra Carvalho
Assessoria de Comunicação – Cidasc
Fone: (48) 3665 7000
[email protected]
www.cidasc.sc.gov.br
www.facebook.com/cidasc.ascom
https://www.instagram.com/cidascoficial/
Ouvidoria: 0800 644 8500

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Veja Mais

Mais Lidas

RECEITAS