- PUBLICIDADE GOOGLE-

Secretaria de Estado da Saúde e Redes da Sociedade Civil incentivam vacinação contra HPV

Em uma reunião conjunta entre representantes da Secretaria de Estado da Saúde, Rede Estadual de Saúde do Homem, Rede Feminina de Combate ao Câncer e Lions Clube foi discutida uma parceria estratégica para incentivar a vacinação contra o HPV. O encontro tem como objetivo principal unir esforços no combate ao câncer e promover a conscientização sobre a importância da imunização.

A reunião abordou a temática da vacina do HPV e como as organizações da sociedade civil podem contribuir para ampliar as informações disponíveis para a população, melhorando a adesão e a cobertura vacinal de meninas e meninos dos 9 aos 14 anos contra o HPV.

Continua após o anúncio

“É importante que as duas doses da vacina sejam aplicadas para aumentar a proteção contra os cânceres. Proteger as nossas crianças e adolescentes é um dever de todos nós. Precisamos aumentar os índices de cobertura vacinal para evitarmos a volta de muitas doenças. Vacinar é um ato de amor e cuidado”, destaca a Secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

A colaboração entre as entidades, visa realizar campanhas de promoção e conscientização em diversos ambientes, como escolas, igrejas, empresas e outras organizações.

Continua após o anuncio

“A Rede Feminina, Rede Masculina e o Lions tem a possibilidade de capilarizar as informações sobre a vacina para as suas redes, lembrando que a vacina é uma das principais medidas para evitar o câncer de colo de útero”, sublinha João Augusto Fuck, diretor da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE).

Maria Ciria Zunino, presidente Estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, ressaltou a importância da parceria com a gestão pública para ampliar o alcance das ações voluntárias. Ela mencionou a necessidade de conscientização sobre a vacinação contra o HPV, abordando resistências e destacando a colaboração entre as entidades como uma forma eficaz de promover a saúde infantil e adolescente diante dos riscos do HPV.

Continua após o anúncio

Jefferson Zomignan, presidente da Rede Estadual de Saúde do Homem, destacou a relevância de iniciar a conscientização desde a infância, ressaltando os riscos do HPV para os homens. “O HPV pode induzir a cânceres de testículo, pênis, que é muito incomum e por isso as pessoas não sabem que existe, mas num período de 14 anos houve mais de 7 mil amputações de pênis. Então existe uma campanha muito grande para que os homens sejam conscientizados a terem cuidados com sua saúde, e isso começa na tenra idade, começa lá nos 9 anos”, reforça. Zomignan enfatizou o papel da Rede Estadual do Homem na promoção da saúde masculina, buscando quebrar paradigmas e mudar a cultura de cuidado preventivo.

Cirino Adolfo Cabral Neto, assessor para o Câncer Pediátrico do Distrito Múltiplo do Lions Clube (PR / SC / RS), abordou a necessidade de cooperação entre as entidades do terceiro setor e a Secretaria de Estado da Saúde. “A proposta é criar uma campanha conjunta, aproveitando a experiência técnica da Secretaria e a capilaridade das organizações não governamentais para alcançar diferentes comunidades”.

A Secretaria de Estado da Saúde assumiu o compromisso de disponibilizar materiais para divulgação e apoiar as iniciativas das organizações do terceiro setor. O foco é impulsionar uma campanha conjunta forte, visando alterar os indicadores de adesão à vacinação contra o HPV. Esse esforço é particularmente direcionado aos meninos, grupo que demonstra taxas de adesão mais baixas, especialmente em relação à segunda dose da vacina.

Imunização

Atualmente, a vacinação contra o HPV é indicada para meninos e meninas entre 9 e 14 anos, seguindo o esquema de duas doses, com um intervalo de seis meses entre elas. As doses estão disponíveis nos postos de saúde da rede pública e visam proteger contra os tipos de HPV mais frequentes (6, 11, 16 e 18), responsáveis pelo câncer de colo de útero, vagina, vulva, ânus e pênis, bem como pelo aparecimento de verrugas genitais. A campanha conjunta das organizações busca conscientizar a população sobre a importância dessas medidas preventivas.

Mais informações para a imprensa:
Silvestre Aguiar
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde
(48) 99134-4078
[email protected]

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
Da redação do Portal SC Hoje News. DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99208.8844

Veja Mais

Mais Lidas

RECEITAS