16.3 C
Balneário Camboriú
InícioSua RegiãoChapecóChapecó inicia 2022 ampliando geração de emprego, com 908 vagas novas

Chapecó inicia 2022 ampliando geração de emprego, com 908 vagas novas


Chapecó iniciou 2022 ampliando a oferta de emprego. De acordo com dados divulgados recentemente pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, somente em janeiro foram 908 vagas, resultado de 4.941 admitidos menos 4.033 demitidos.

O setor que mais gerou empregos foi a Indústria, com 498 vagas, seguido pela Construção Civil, com 350 vagas e Serviços, com 134 vagas. A Agropecuária ficou estável e o Comércio teve redução de 74 vagas.

De acordo com o Diretor de Incentivo ao Empreendedorismo e Turismo, Luiz Roberto Tillmann, o setor agroindustrial vem mantendo bons números, com novos investimentos, como por exemplo a nova fábrica de óleo de soja da Cooperativa Agroindustrial Alfa, um investimento de R$ 300 milhões. O setor do agronegócio acaba movimentando também outras cadeias, como metalmecânica, serviços e construção civil.

“Começamos bem o ano e temos boas perspectivas. O Simplifica Chapecó, serviço da Prefeitura que dá apoio para abertura de novos empreendimentos, registrou 408 novas Microempresas Individuais (MEIS) em janeiro e 417 em fevereiro”, disse Tillmann.

Ele afirmou que a queda no comércio foi pontual, com o encerramento dos contratos temporários de final de ano, mas que o comércio teve bons números no ano passado, com 1.113 admissões a mais do que as demissões. Em 2021 Chapecó teve saldo positivo de 6.414 vagas, num acréscimo de 42% em relação ao ano anterior.

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, disse que a Administração Municipal tem sido uma incentivadora de novos empreendimentos, desburocratizando, atraindo novos negócios e investimento na melhoria da infraestrutura para ampliar também os negócios locais. São cerca de R$ 700 milhões em pavimentação, elevado, contorno viário e novo distrito industrial da Efapi, entre outras obras.

Em números absolutos Chapecó é o quinto município que mais gerou emprego entre as cidades com mais de 100 mil habitantes, em Santa Catarina, atrás de Florianópolis, Joinville, Blumenau e Itajaí. Mas em termos de crescimento relativo, que é o percentual de crescimento em relação ao número de empregados, ficou em segundo, com crescimento de 0,99 no mês, perdendo só para Lages, que teve crescimento de 1,09%.

Comente com o Facebook
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99805.5030
- Advertisment -

Mais Lidas

Enviar mensagem
Envie FOTOS, VÌDEOS, ÁUDIOS, DENÚNCIAS ou sugestões de pauta para a equipe da redação!