Novo modelo de cobrança da tarifa de água entra em vigor em Joinville


Os consumidores joinvilenses vão perceber a mudança quando a próxima fatura da água chegar nas residências, mas desde o dia 1º de setembro está em vigor a nova forma de cobrança pelo consumo, implantada pela Companhia Águas de Joinville (CAJ). A Tarifa Básica Operacional (TBO) é composta por uma taxa fixa de disponibilidade do sistema, somado ao consumo de água medido no hidrômetro, que tem valor variável.

“Este modelo de cobrança era uma reivindicação da comunidade joinvilense que agora pagará um preço justo pela água que realmente utiliza. Além disso, nós estamos estimulando que as pessoas façam o uso consciente deste bem tão importante para todos”, explica Giancarlo Schneider, diretor-presidente da Companhia Águas de Joinville.

A expectativa da CAJ é que com a nova tarifa, 57% dos consumidores residenciais, 82% daqueles que se enquadram como tarifa social e 47% dos industriais sejam beneficiados com redução no valor já no primeiro mês.

Com a alteração, os consumidores passam a pagar pela quantidade de água consumida. Uma família que utiliza 6 m³ de água no mês, pagará, a partir de agora, R$ 26,24 (valor fixo) mais R$ 6,72 do consumo, totalizando R$ 32,96. É que entre 1 e 10 m³ o valor para cada metro cúbico é de R$ 1,12. Depois disso, há um aumento progressivo, conforme tabela que também está disponível no site da Companhia. Anteriormente, a cobrança mínima era de R$ 36,34, mesmo que fosse utilizado menos de 10 m³.

Famílias beneficiárias da tarifa social pagarão taxa de disponibilidade de R$ 7,78, mais o consumo de R$ 0,34 por metro cúbico (valor até 10 m³). Anteriormente, a tarifa mínima era de R$ 14,78. Nas regiões onde existe rede coletora de esgoto implantada, há um adicional de 80% sobre a tarifa de água.

“A TBO é uma forma de incentivar o consumo consciente de água, porque quem economiza mais, pagará menos”, afirma Felipe de Luca, coordenador de Micromedição e Faturamento da Águas de Joinville.

No site da Companhia Águas de Joinville é possível acessar uma calculadora (bit.ly/TarifaAguasdeJoinville) para simular como ficará a fatura a partir da mudança. Basta o consumidor informar que tipo de categoria ele se enquadra e quantos metros cúbicos de água consome atualmente.

A Companhia Águas de Joinville está seguindo uma tendência nacional de extinguir a tarifa mínima. Em Santa Catarina, aproximadamente 70% dos municípios já implantaram a TBO. O processo para alteração no modelo de cobrança foi acompanhado pela Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS).

Comente com o Facebook