Lançado programa Frentes de Trabalho


A Administração Municipal de Chapecó lançou nesta segunda-feira o programa Frentes de Trabalho, que prevê contrato temporário de trabalho e capacitação profissional para quem está desempregado.

“Todo ser humano merece uma oportunidade. Eu sei o que não é ter um pão para comer, não ter luz por não ter dinheiro para pagar. Mas todo mundo tem que dar algo em troca. Por isso estamos retomando esse programa, com qualificação, para que as pessoas em um breve espaço de tempo possam ingressar no mercado de trabalho, que tenham sua renda. Que a gente possa ter uma boa caminhada. Daqui vai sair cozinheira, mecânico, cabeleireiro, daqui vai sair de tudo”, disse o prefeito, João Rodrigues, para os primeiros 21 contratados, que estiveram no ato realizado no auditório da Prefeitura.

Ente eles estava Ivone Galvão dos Santos, 40 anos, que mora no distrito de Marechal Bormann. Ela tem nove filhos, cuida da casa e o marido trabalha na colheita de erva-mate.

“Vai ser uma oportunidade de voltar a estudar e também de realizar meu sonho, que é ter uma carteira de habilitação de motorista. A gente sempre procurou dar o melhor para os filhos e, com esse dinheiro, primeiro vou equilibrar as contas e, quem sabe a partir do segundo mês, reservar um dinheiro para esse meu sonho”, disse Ivone.

Os participantes vão ganhar um salário mínimo nacional, que é de R$ 1,1 mil e um cesta básica, por uma carga de 30 horas semanais, mais 10 horas de capacitação profissional. O gerente de Renda e Cidadania da Secretaria de Assistência Social, André Pagnussat, disse que os critérios para integrar o programa são estar desempregado há mais de seis meses, morar há pelo menos dois anos em Chapecó, ter entre 16 e 59 anos, renda familiar de até meio salário mínimo per capita e ter apenas um beneficiário por família Entre os serviços estão limpeza e serviços internos da Administração Municipal.

A secretária de Assistência Social, Elisiani Sanches, disse que as pessoas que poderão participar do programa serão encaminhadas via Centros de Referência em Assistência Social (CRAS). O contrato será de um ano, com possibilidade de renovação, mas a intenção é encaminhamento para o mercado de trabalho, em parceria com o Sine, Balcão de empregos, agroindústria se outras empresas.

O vereador Fernando Cordeiro, disse que a Câmara de Vereadores aprovou o projeto pois o legislativo é parceiro das boas iniciativas.

O deputado estadual Sérgio Motta (Republicanos), que também esteve presente no ato, elogiou a iniciativa como sendo “uma mão amiga” para as pessoas mais necessitadas.

O vice-prefeito, Itamar Agnoletto, e a primeira dama, Fabiana Rodrigues, participaram do ato.

Comente com o Facebook