Criciúma é o único município da Amrec a conquistar medalhas de ouro na 17ª edição da OBMEP

Continua após a Publicidade

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Pelo segundo ano consecutivo, Criciúma foi o único município da Amrec a receber medalhas de ouro na 17ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), entre estudantes do 6° ao 9° ano. Os alunos matriculados na rede municipal conquistaram duas medalhas de ouro e seis de bronze, além de três professoras premiadas e 67 menções honrosas. A EMEB Jorge da Cunha Carneiro também foi uma das escolas premiadas, totalizando 79 títulos do município na competição.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Para a coordenadora dos Clubes de Matemática, Karine Mrotskoski, as olimpíadas têm estimulado, de forma geral, muitos jovens a estudarem mais sobre a Matemática, despertando o interesse pelo conhecimento científico. “Além das premiações, as questões olímpicas são contextualizadas e proporcionam um novo olhar a respeito dos conteúdos estudados em sala de aula. Neste ano, foram realizadas algumas ações em busca de um melhor desempenho dos estudantes em Matemática e, consequentemente, um melhor resultado nas provas, como o estudo e resolução de questões de provas anteriores nos encontros dos Clubes de Matemática e aulões preparatórios em todas as escolas da rede, para os classificados na segunda fase”, afirmou.

Além disso, a Secretaria Municipal de Educação de Criciúma também promoveu encontros quinzenais do programa OBMEP na Escola, na sede do Programa de Jornada Ampliada Escolar (Projae). As aulas contaram com a participação de professoras habilitadas no programa, reunindo os estudantes que foram premiados na edição de 2021. “Estamos trabalhando cada vez mais nos últimos anos para melhorar a qualidade do ensino. E conquistar por mais um ano esses resultados expressivos na competição, mostra que estamos no caminho certo”, destacou o secretário municipal de Educação, Celito Cardoso.

Em Criciúma, a olimpíada vem sendo realizada nas escolas municipais desde 2016, com estudantes do Ensino Fundamental, conforme o grau de escolaridade e dividida em dois níveis: no nível 1 com alunos do 6º e 7º ano e nível 2 para os do 8º e 9º ano. A primeira vez que alunos da rede municipal receberam medalhas de ouro na competição foi em 2018, durante a 14ª edição.

Obmep

A Obmep é realizada em duas fases, a primeira ocorre na escola e é composta por questões de múltipla escolha, já a segunda fase da prova tem questões discursivas e ocorre em polos específicos. Os estudantes que obtiverem as maiores notas na prova da primeira fase são classificados para a segunda, selecionados em ordem decrescente de nota, até que se preencha o total de vagas disponíveis para cada escola e por nível, sendo 5% do total de inscritos.

Confira os premiados na 17ª edição da Obmep:

Medalhas de ouro:
 

– Luiz Otavio Zapellini Maciel – EMEB Pe Ludovico Coccolo
– Henrique Bartosiak Pedro – EMEB Jorge da Cunha Carneiro

Medalhas de bronze:

– Arthur Laguna Cruz da Silva – EMEB Professora Iria Zandomênego De Luca
– Lorrayne de Souza Ronzani – EMEB Pe Ludovico Coccolo
– Lucas Zeferino Ugioni – EMEB Hercilio Amante
– Enzo Rocha Dutra – EMEB Hercilio Amante
– Isabele da Silveira Pereira – EMEB Dionizio Milioli
– Victor do Canto Tiburcio – EMEB Jorge da Cunha Carneiro

Professores Premiados:

– Ana Fortunato Rosset
– Gisele Paz Cipriano
– Alyne Catarina

Fonte: Prefeitura de Criciúma

Continua após a Publicidade