Lula escolhe novos comandantes das Forças Armadas; veja quem serão

Os nomes dos novos comandantes das Forças Armadas para o governo Lula foram escolhidos em acordo com José Múcio, cotado para ser futuro ministro da Defesa

O presidente eleito, Luis Inácio Lula da Silva, acompanhado de seu vice, Geraldo Alckmin e de coordenadores da transição, fala com a imprensa após reunião com o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes
Continua após a Publicidade

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já possui os nomes definidos de quem serão os nomes dos novos comandantes das Forças Armadas. As indicações foram acordadas já com José Múcio, futuro ministro da Defesa, e devem ser anunciadas já nesta sexta-feira (9).

As informações são do blog da jornalista Andréia Sadi, publicadas no portal G1, nesta quinta-feira (8).

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Veja quem são:

  • Exército: general Julio Cesar de Arruda, atual chefe do Departamento de Engenharia e construção. É o mais antigo da tropa;
  • Marinha: almirante de esquadra Marcos Sampaio Olsen, atual comandante de Operações Navais da Marinha;
  • Aeronáutica: tenente-brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno, atual chefe do estado-maior da Aeronáutica;
  • Comandante do Estado-maior das Forças Armadas: almirante de Esquadra Renato Rodrigues de Aguiar Freire, atual chefe do estado-maior da Marinha.

Além destes, Lula deve anunciar alguns nomes de seus futuros ministros nesta sexta-feira (9). A informação foi compartilhada por Gleisi Hoffmann, dirigente nacional do PT.

“O presidente deve começar amanhã a divulgar [nomes]. Ele acabou de me chamar para o final da tarde [desta quinta] para conversar, está querendo pelo menos amanhã anunciar alguns nomes de ministros. Ele estava querendo deixar para depois da diplomação, mas tem muita especulação, muita coisa. Aquilo que ele já tem certeza, que está certo, ele quer divulgar amanhã”, afirmou.

De acordo com a jornalista Gabriela Echenique, da CBN, o pronunciamento deve acontecer pouco antes do jogo do Brasil contra a Croácia, marcado para às 12h. Os países se enfrentam em busca de uma vaga na semifinal da Copa do Mundo.

Questionada sobre quais pastas terão seus ministros oficializados, Gleisi disse que ainda não sabe e que aguarda a conversa de hoje com Lula. Segundo ela, a divulgação deve abranger os “que são mais evidentes”.

Lula tem resistido às pressões para anunciar os nomes dos ministros. Em ocasiões passadas, comentou que a divulgação só aconteceria após ser diplomado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cuja cerimônia está marcada para 12 de dezembro.

O partido, então, escolheu o dia seguinte, 13 de dezembro, para revelar o primeiro bloco de ministros. A data, além de simbólica por usar “o número da sorte” do PT, abriria espaço para a resolução de questões pendentes.

Ainda assim, já era esperado que o presidente eleito adiantasse a oficialização de José Múcio, ex-ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), para o Ministério da Defesa, e de Fernando Haddad (PT) para o Ministério da Fazenda. Interlocutores de Lula chegaram a dizer à coluna de Lauro Jardim, do portal O Globo, que ele planejava anunciar Múcio ainda nesta quinta-feira.

Com a declaração de Gleisi, a expectativa é de que não só o nome de Múcio seja divulgado amanhã, como também o de Haddad e o de Flávio Dino, favorito para o Ministério da Justiça. Vale apenas destacar que esse cenário é especulativo, portanto, pode mudar.

“No domingo serão entregues os relatórios finais de todos os grupos [técnicos da transição] então é bom mesmo já ter os ministros responsáveis por cada área que vão ter que fazer os encaminhamentos”, disse a parlamentar.

A assessoria de imprensa de Lula afirmou, à Folha de S. Paulo, que o presidente eleito irá conversar com a imprensa na manhã de sexta (9) no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília, sede do governo de transição.

Continua após a Publicidade