Oito exposições podem ser visitadas gratuitamente na Casa da Cultura de Joinville

Continua após a Publicidade

O talento dos estudantes da Escola de Artes toma conta da Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior durante este mês. Ao todo, são sete exposições, além da tradicional mostra das obras dos alunos da Escolinha de Artes. Cerca de 180 estudantes estão envolvidos nas atividades expositivas.

De acordo com o gerente da Casa da Cultura, Carlos Alberto Franzoi, o momento é de apreciar os trabalhos produzidos o ano inteiro. “Esse encontro das obras com os espectadores é essencial para a formação dos futuros artistas e também do público que nos visita”, avalia Franzoi.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
Continua após a Publicidade

Por que sonhar?

A Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew recebe a exposição “Por que sonhar?” com trabalhos dos alunos da Escolinha de Artes da Casa da Cultura. A iniciativa é tradição no espaço educativo e já está na 52ª edição.

Fazem parte da exposição trabalhos de 100 estudantes com idade entre 6 e 11 anos. As obras são compostas de diferentes técnicas, desde esculturas, pintura, até cerâmica e tecelagem.

Os temas abordados pelos alunos foram trabalhados durante as aulas. São muitas as cores de pele; Os bichos da Baía Babitonga; o Mito de Aracne e Sonhos Gravados inspiraram a elaboração das peças.

Os trabalhos podem ser vistos na Galeria Victor Kursancew, anexo a Casa da Cultura, de segunda a sexta, das 10h às 16h. A entrada é gratuita. A exposição ficará em cartaz até 25 de novembro.

Arte têxtil em destaque

Quem passar pelos corredores da Casa da Cultura poderá apreciar uma série de obras compostas por fios e tramas. São quatro exposições que ocorrem paralelamente no espaço. Os trabalhos foram desenvolvidos no curso de Tecelagem e Tapeçaria ou são fruto de parceria entre a Escola de Artes e coletivos de artistas.

No hall é possível apreciar dois painéis formados por franjas de tecidos nas cores rosa e azul. Os trabalhos foram produzidos em tear de pedal pelo grupo de extensão Mãos que Tecem. As obras, que medem 75 cm de largura por 170 cm de comprimento, são compostas por resíduos de malha, lycra, ribana e algodão. Todos reutilizados, firmando o caráter também sustentável dos dois trabalhos. As cores remetem às campanhas de conscientização Outubro Rosa e Novembro Azul.

Palavra Tramada

O público poderá também conferir a exposição Palavra Tramada, em frente a biblioteca do espaço, no corredor principal da Casa da Cultura. As obras, produzidas em arte têxtil, ilustram a mudança de estação e a chegada da primavera.

A proposta foi realizada em parceria com o escritor Marinaldo de Silva e Silva, servidor da Estação da Cidadania do Aventureiro, que faz parte da Secult. Após ouvirem histórias encenadas pelo autor, os alunos produziram os trabalhos. As obras estão penduradas por fios em galhos secos de uma árvore que enfeita o espaço. Participaram da elaboração dos trabalhos 24 estudantes.

Exposição Borboleta

Pelas paredes da Casa da Cultura vai ser possível ainda contemplar os trabalhos da exposição Borboleta. As obras foram criadas pelos estudantes a partir do desafio de construir um trabalho com materiais sustentáveis e usar a cor verde como fundo da composição artística. Participam desta exposição 23 alunos.

Exposição Metamorphosis

A natureza também inspirou os trabalhos d’As Catarinas, um coletivo que reúne dez mulheres artistas de Criciúma, Garopaba, Florianópolis e Joinville. As obras, que também estão nos corredores da Casa da Cultura, fazem parte da exposição Metamorphosis. Os trabalhos começaram a ser elaborados em 2020, durante a pandemia, e fizeram parte de uma exposição que ocorreu virtualmente na época. É a primeira vez que esses trabalhos são expostos ao público fora do mundo virtual.

Exposições Estudos de Cenário e Capas de HQ

Os espaços externos da Casa da Cultura recebem ainda mais três exposições com trabalhos artísticos elaborados dentro de sala de aula pelos estudantes. No curso de História em Quadrinhos há duas iniciativas: Estudos de Cenário e Capas de HQ.

A primeira expõe os trabalhos de 19 alunos. No papel estão desenhados cenários de perspectiva com ponto de fuga e paisagens. Na outra exposição os estudantes ilustraram as celebridades favoritas deles, a proposta da professora era que o desenho fosse a capa de uma HQ. Participaram dessa atividade 8 alunos. As aulas de História em Quadrinhos são ministradas pela professora Ane Winter.

Mostra Caderno de Artista

O público vai poder ainda prestigiar a mostra Caderno de Artista, dos estudantes dos cursos de Pintura e Atelier. São 15 trabalhos que exibem literalmente cadernos com anotações, pinturas, desenhos, colagens e frotagge (técnica artística que cria textura no desenho a partir de objetos copiados). As obras estão penduradas por fios de nylon, sendo possível ao visitante folhear os cadernos e observar de perto o trabalho. As peças foram elaboradas nas aulas do professor Luciano da Costa Pereira.

A Casa da Cultura fica aberta ao público de segunda a sexta, das 8h às 22h. A entrada é gratuita. O endereço é rua Dona Francisca, 800, bairro Saguaçu

Fonte: Prefeitura de Joinville

Continua após a Publicidade