Governo veta pensão especial para pessoas com autismo severo

- PUBLICIDADE -

A Assembleia Legislativa vai analisar o veto do governador Carlos Moisés da Silva ao projeto de lei aprovado pelos deputados estaduais que concede o pagamento de pensão especial a pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) de nível três, considerado o mais severo.

O PL 361/2021 dá direito aos autistas com sintomas graves de receber o benefício mensalmente, no valor de um salário mínimo. Esse tipo de pensão já é pago pelo governo do Estado a pessoas incapacitadas para o trabalho, como portadores de epidermólise bolhosa (doença genética que provoca a formação de bolhas na pele); com deficiência intelectual grave ou profunda; e para pessoas com hanseníase.

- PUBLICIDADE -

No veto o governador alega que a iniciativa é inconstitucional, pois estende benefício de seguridade social sem a correspondente fonte de custeio total, além de criar despesa obrigatória sem estar acompanhado da estimativa de impacto orçamentário e financeiro.

O veto agora retorna para a Assembleia Legislativa, que poderá votar pela manutenção ou pela derrubada. Se o veto for rejeitado pelos parlamentares, a lei é promulgada.

Fonte: Agência ALESC