Circuito é montado em Escola Municipal para ensinar sobre o trânsito

- PUBLICIDADE -

Na data em que se comemora o Dia Mundial Sem Carro, um grande circuito foi montado nesta quinta-feira (22) na Escola Municipal Presidente Arthur da Costa e Silva, no Rio Bonito. A ação faz parte do projeto “Trânsito e Cidadania”, da Escola Pública de Trânsito (Eptran), e faz parte da programação da Semana Nacional do Trânsito na cidade.

Nas salas de aula do 3º, 4º e 5º anos as crianças receberam informações e materiais educativos, como um bloco de desenho para colorir com ilustrações sobre trânsito, apostila e flyer informativo.

“Na palestra, eles conhecem as regras de trânsito e descobriram que fazem parte de grupos distintos no trânsito, como pedestres, ciclistas e passageiros. Também pedimos que eles nos ajudassem em relação ao comportamento dos pais”, explica Melissa Puertas, gerente da Eptran.

Da sala, os alunos foram para a quadra, onde foi montado o circuito. A primeira parada foi o estande do trânsito, onde os instrutores reforçam as regras de segurança. Quem mais respondeu corretamente ganhou sinalizadores e etiquetas refletivas para bicicletas, uma forma de incentivar o meio de transporte. A segunda parada é com o pessoal do Pedala Joinville, que fala sobre as dicas de segurança para os ciclistas. Os voluntários da associação levaram uma bicicleta, mostraram equipamentos de segurança e tiraram dúvidas.

Em seguida, o circuito vai até o estande da Vigilância Ambiental, onde os alunos encontraram uma lupa para ver as larvas do mosquito da dengue e receberam o checklist “10 minutos para eliminar o mosquito”, para que possam verificar em casa a existência de itens como garrafas vazias para baixo, pratos de vasos de planta com areia, entre outros. No mesmo estande há amostras em vidros de morcego, jararaca, aranha marrom, escorpião, lagarta, entre outros.

“Orientamos quanto aos métodos de prevenção e como evitar acidentes com os animais. Eles mostram bastante interesse, principalmente sobre o mosquito da dengue. As crianças acabam levando essas informações para casa”, explica o agente de combate a endemia, Lucas Peres Farias.

Na sequência, os alunos vão para o estande da cidadania, onde recebem uma oficina de artes marciais, em um tatame. “Falamos sobre a diferença entre briga e luta e também trabalhamos a questão do bullying. Falamos sobre a importância de praticar uma arte marcial, para procurar projetos da Sesporte. Eles se interessam muito, essa é a melhor idade para se falar”, pontua Marcelo Adolfo Souza, agente de trânsito e instrutor de karatê.

No final, os estudantes foram até o estacionamento da escola e visitam o ônibus da Guarda Municipal, uma viatura da Polícia Civil e também recebem informações sobre o Corpo de Bombeiros Voluntários que mostram os equipamentos no caminhão e falam mais sobre cuidados com o trânsito. No final do circuito, os alunos receberam uma mini CNH (Carteira Nacional de Habilitação) como forma de representar o conhecimento que receberam.

“O projeto deles é maravilhoso, incrível pela quantidade de informações que os alunos recebem, pelo interesse das crianças, pelo objetivo de ensinar sobre assuntos tão importantes. Os alunos tiveram muito aprendizado”, fala a professora Denise Tavares Piva.

Os alunos também aprovaram. “Recebemos uma plaquinha para usar com os pais, se eles fizerem certo, ganham abraços. Achei legal, ganhamos muito conhecimento para ajudar os outros a obedecerem o trânsito e a gente também se comportar e obedecer as regras como atravessar só com o semáforo verde para os pedestres”, conta a aluna Samara Santana, de 11 anos.

Fonte: Prefeitura de Joinville