Trabalhadores participam de atividade de paradesporto na Semana da Inclusão em Joinville

- PUBLICIDADE -

Para conscientizar e sensibilizar sobre questões da pessoa com deficiência no ambiente de trabalho, uma ação com práticas paradesportivas foi realizada no O Farol, nesta quinta-feira (15/09). A iniciativa faz parte da Semana da Inclusão, realizada pela Prefeitura de Joinville, por meio do Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (CEPAT), com apoio da Secretaria de Esportes (Sesporte) e Secretaria de Assistência Social (SAS).

Os participantes, trabalhadores em geral e de agências de recursos humanos, experimentaram atividades como basquete em cadeira de rodas e jogo de futebol com os olhos vendados. Antes das atividades práticas, os participantes ouviram uma palestra com profissionais da área de paradesporto da Sesporte e com pessoas com deficiência física.

“Essas atividades são muito importantes para que possamos mostrar que as pessoas com deficiência são capazes de estar incluídas na sociedade em todas as áreas”, avalia Rosicler Ravache, coordenadora do paradesporto da Sesporte.

Um dos palestrantes foi Dario Schulz Filho, que sofreu um acidente de moto em janeiro e desde então precisa usar uma prótese na perna.

“Sou praticante de basquete em cadeira de rodas, jogo por Joinville em campeonatos brasileiros. Acho muito interessante esse tipo de ação, como quando vamos nas escolas, e mostramos a não ter esses pré conceitos desde pequeno”, fala Dario.

A supervisora de produção Cintia Behr, foi uma das participantes da atividade e conta que a partir da experiência pretende acompanhar mais atividades de paradesporto.

“Achei difícil participar da dinâmica, encontrar a bola vendada somente pelo som. E a palestra foi incrível, ouvir os dois meninos que vieram aqui contar suas histórias, um que perdeu um membro e o outro perdeu a visão, ambos não nasceram assim, aprendi muito com eles”, conta Cintia Behr.

“Ao falar sobre inclusão da pessoa no esporte, as profissionais da Sesporte falam como é um processo de superação, de evolução. Esse indivíduo, quando faz um esporte ele se supera, ele vence, melhora a autoestima, ajuda em tudo, no trabalho e nas relações familiares. Essa proposta tem esse olhar de inclusão e inserção”, explica Cristina Nogueira, diretora executiva do Cepat.

Semana da Inclusão terminou neste sexta-feira

Outro destaque é Feirão da Inclusão que oferece cerca de 320 vagas de emprego para pessoas com deficiência (PcDs). A lista completa com as vagas do Feirão da Inclusão está disponível no link.

Quem procurou o Feirão da Inclusão recebeu atendimento especializado. Candidatos surdos, por exemplo, tiveram atendimento de uma intérprete de Libras da Prefeitura

Fonte: Prefeitura de Joinville