Cesta básica apresenta pequena redução de preço no mês de setembro

- PUBLICIDADE -

O Município de Itajaí, através da Procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon), divulga a pesquisa de preço da cesta básica referente ao mês de setembro de 2022. A pesquisa revelou uma redução de 0,71% na somatória dos itens de menor valor em relação ao mês anterior, já a soma de itens de maior valor apresentou um aumento de 0,36%. Os fiscais do Procon percorreram oito estabelecimentos comerciais do município e registraram os valores de 36 itens.

O Procon de Itajaí constatou ainda uma grande variação de preços entre os estabelecimentos. A soma dos itens de menor valor da cesta básica totalizou R$ 248,35 e a dos produtos de maior valor ficou em R$ 410,98, o que representa 63,48% de variação.

Neste mês, o levantamento apontou que três produtos tiveram variação de preço acima de 200%: sabonete (R$ 0,99 a R$ 4,15), sabão em pó (de R$ 3,99 a R$ 14,78) e achocolatado em pó (de R$ 2,99 a R$ 9,47). Além destes, o sabão em barra, o desinfetante, o papel higiênico, a batata lavada e a margarina também apresentaram diferença considerável no valor entre os locais pesquisados.

O produto que apresentou o maior aumento de preço em relação ao mês de agosto foi o tomate. Outros itens que apresentaram aumento foram: a pasta de dente, o papel higiênico, a manteiga e a farinha de arroz. Já a batata lavada, o leite integral, a farinha de milho, o macarrão e a carne suína registraram redução de preço. Acesse a pesquisa completa no fim da página.

Recomendações do Procon de Itajaí

O Procon recomenda que ao escolher o estabelecimento que irá realizar as suas compras, o consumidor deve também comparar o preço por unidade de medida constantes nas etiquetas dos produtos. Essa medida auxiliar a obter uma maior economia.

Além dos valores, o consumidor precisa ficar atento com a data de validade dos produtos. Esse cuidado vale principalmente para aqueles itens oferecidos com preços promocionais, para não correr o risco de comprar alimentos em grande quantidade e não conseguir consumi-los dentro do prazo. 

Fonte: Prefeitura de Itajaí