Procon de Camboriú dá dicas aos perigos de empréstimos fraudulentos

- PUBLICIDADE -

O Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Camboriú alerta para que os idosos do município fiquem atentos e tomem cuidado ao realizarem empréstimos consignados. São dezenas de idosos que já procuraram o Procon da cidade para formalizarem reclamações sobre golpes de estabelecimentos de agências financeiras que atuam em Camboriú e região. O Procon  informa que vem tomando todas as mediadas necessárias e cabíveis para que as instituições que não cumprirem com as normas sejam penalizadas e que os empréstimos sejam desfeitos.

A coordenadora do Procon de Camboriú, Lia Thomaz, diz que essas agências abordam os idosos das mais diferentes formas para oferecer empréstimos facilitados, sem a comprovação de renda. “É importante esclarecer que o empréstimo nem sempre é consignado, aquele que é descontado do pagamento do INSS do idoso e tem o limite (margem consignável) de 30% do valor. Ao atingir esse limite, as instituições realizam empréstimos na modalidade pessoal, comprometendo a renda do aposentado. Isso é muito perigoso! Os juros geralmente são muito altos”, explica a coordenadora.

Segundo Lia, em muitos casos os bancos ligam para o idoso dizendo que necessitam fazer a prova de vida para receber benefícios. Porém, a prova de vida é feita apenas em agências do INSS, por agentes credenciados. Outra fraude comum é com o reconhecimento facial, além de aplicativos no celular. “O idoso não faça fotografia de seu rosto para encaminhar em aplicativos de bancos e instituições financeiras, muito menos que apresente documentos contendo assinatura escrita”, recomenda Lia.

Nos casos onde os aposentados realmente solicitam empréstimos, descontados em folha de pagamento de forma devida, as instituições financeiras procuram os idosos no intuito de propor a redução do valor das mensalidades e o resgate de um prêmio disponível ao consumidor. “É importante esclarecer que nestes casos, o banco está realizando um novo empréstimo e refinanciando assim a dívida existente, onde o aposentado resgata um valor simbólico restante daquele valor do novo empréstimo realizado, porém com quase 100% do valor sendo utilizado para quitar o empréstimo anterior com os juros absurdos cobrados pelo banco”, informa a coordenadora.

Para garantir a segurança de todos, a coordenadora do Procon aconselha que os idosos se dirijam aos grandes bancos quando precisarem deste tipo de serviço. Além disso, vale ressaltar ressalta a importância de ler os contratos, que devem ser analisados com calma e por pessoas de confiança. É aconselhável o bloqueio de empréstimos pelo aplicativo “Meu INSS”. “Tem um ícone onde o usuário pode fazer o bloqueio desses empréstimos, para que o aposentado fique menos vulnerável a recebimento de ligações de bancos”, finaliza a coordenadora.

Fonte: Prefeitura de Camboriú – SC