Hackathon da Companhia Águas de Joinville seleciona projetos que vão contribuir com o saneamento na cidade


No sábado (26/3), a Companhia Águas de Joinville finalizou o 1º Hackathon, com foco em saneamento da região Norte catarinense. No total, 22 startups apresentaram seus projetos e, dentre elas, três foram premiadas: Galax.ia, de Joinville; Kartado, de Florianóplis; e Ópera Dados, de Brasília. Elas receberão R$ 75 mil para o desenvolvimento do projeto, além de mentorias para implantação e aceleração de suas soluções.

O Hackathon foi realizado, de 9 a 26 de março, com o objetivo de buscar soluções para os desafios trazidos pelo novo marco legal do saneamento e para três temas estratégicos: Experiência do Cliente, Excelência Operacional e Sustentabilidade Corporativa e Novos Negócios.

As apresentações rápidas das soluções criadas foram em formato híbrido: on-line e com participação presencial no Ágora Tech Park, em Joinville. Os três melhores projetos foram selecionados por uma Comissão Julgadora formada por membros internos e externos à Companhia Águas de Joinville.

“Tivemos mais de 20 apresentações com ideias fantásticas, demonstrando que nosso país tem profissionais e soluções de qualidade quando o assunto é inovação no saneamento. Agora, nosso papel é apoiar as empresas vencedoras no desenvolvimento das soluções propostas, visando melhorias para o saneamento em nossa cidade”, destaca diz Thiago Zschornack, gerente de Inovação da Águas de Joinville.

A partir dessa semana, os vencedores passam pela etapa de verificação de conformidade, como previsto no edital do Hackathon. Após isso, as empresas terão seis meses para desenvolver as ideias, dentro do período chamado de pré-incubação, em que terão acesso à infraestrutura e apoio técnico para desenvolvimento dos protótipos de teste.

Projetos premiados:

Galax.ia (Joinville) – Apresentou uma solução de redução de perdas na macromedição com sistemas de controle de baixo consumo energético, telemetria de pressão, vazão ou ruído, e análise inteligente de dados, visando a detecção de vazamentos.

Kartado (Florianópolis) – Trouxe como solução um aplicativo que proporciona a digitalização de informações por meio de uma plataforma web e mobile, com geolocalização das informações e que opera of-fline para coletas de campo. Um sistema para simplificar a rotina da Companhia ao criar bancos de dados robustos para posterior análise de qualidade, performance e produtividade das equipes, além de monitorar os dados de qualidade dos ativos, equipamentos e instrumentos da empresa.

Ópera Dados (Brasília) – Apresentou um dispositivo IOT que monitora a energia da água, possibilitando o monitoramento da qualidade da água em tempo real e identificação de contaminações.

Comente com o Facebook