Chapecó decreta situação de emergência pelo aumento de casos de dengue


Com 511 casos confirmados de dengue em 2022 e 980 aguardando resultado, o que já refletiu num aumento de demanda de atendimento nas unidades de Saúde, o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, assinou na tarde desta quarta-feira o Decreto de Emergência em Saúde Pública.

Com o decreto fica autorizada a contratação de profissionais para atuar no combate ao Aedes aegypti, entre outra medidas. A Administração Municipal já está contratando 30 agendes de combate a endemias para reforçar o atendimento.

Com isso ficam autorizadas medidas como ingresso forçado em imóveis públicos e particulares, no caso de situação de abandono ou de ausência de pessoa que possa permitir o acesso de agente público, identificado, quando for essencial para a contenção da doença.

Ainda nesta quarta-feira foram anunciadas medidas emergenciais. Os Ambulatórios do Centro e Verdão passam a atender dengue também, além da Covid, das 7h às 19h. Uma equipe do Verdão, que atendia até meia-noite, será deslocada para o posto de saúde do Efapi, que fica ao lado do PA. Esta equipe vai atender dengue e Covid das 17h às 22h, no posto de Saúde do Efapi.

VEJA DECRETO AQUI

Comente com o Facebook