Imetro-SC apresenta balanço de atividades


O presidente do Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro-SC), Rudinei Floriano, utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (17) para relatar as atividades desenvolvidas pela autarquia, que no dia 28 de fevereiro completou 17 anos de existência. Floriano deu início a sua fala agradecendo o Parlamento catarinense pela aprovação da Moção 145/2022, de autoria do deputado Coronel Mocellin (PSL), que cumprimenta o instituto pela passagem da data celebrativa e pela atuação em defesa do consumidor catarinense.

Entre os principais trabalhos realizados pelo órgão, disse, estão a fiscalização de bombas de combustível, balanças comerciais, radares de trânsito, aferição de produtos alimentícios pré-embalados, e segurança energética de eletrodomésticos. A atuação também engloba empresas prestadoras de serviço, como conversoras de veículos para GNV, recarregadoras de extintores de incêndio e recapadoras de pneus, que precisam operar sob um padrão de qualidade elevado.

Nos casos em que são constatadas irregularidades, estão previstas penalidades como notificação, processo administrativo, recolhimento de produtos e multas de até R$ 1,5 milhão. “Não é incomum, nós temos muitas autuações, muitos processos dentro do Instituto de Metrologia de empresas nacionais de todos os estados.”

Um setor que vem recebendo a atenção do órgão, segundo disse, é a fiscalização dos pescados comercializados no estado. Para tanto, em 2021 foi celebrado um convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para intensificar o serviço. “Estávamos constatando um índice de irregularidades muito elevado, bem mais do que em outros setores da indústria alimentícia, em produtos como o arroz, o feijão e o café. Havia muito gelo dentro do pescado. Uma média de 30% a 40%, dependendo da empresa.”

Ele explicou ainda que a atuação do instituto segue duas metas principais. “Atuamos para que o consumidor pague o preço justo pelo que está adquirindo, seja em peso, volume, quantidade e qualidade; e também para que o empreendedor aqui em Santa Catarina tenha uma concorrência leal e a gente combata a injusta concorrência.”

Ao final, os deputados Coronel Mocellin e Maurício Eskudlark (PL) se pronunciaram em favor do trabalho realizado pelo gestor e pelo Imetro. “Quero parabenizar o Floriano e toda a equipe do Inmetro pelo trabalho que vem desenvolvendo em Santa Catarina, tornando mais seguras as empresas e as atividades em prol da sociedade”, disse Mocellin. “Parabéns pela exposição e pelo trabalho no Imetro, que tem sido silencioso, mas bem importante para o nosso estado”, acrescentou Eskudlark.

Comente com o Facebook