Em reunião com prefeito Casan anuncia estação de tratamento de água e ampliação de reservatório


*Em reunião com prefeito Casan anuncia nova estação de tratamento de água e ampliação de reservatório*

Em reunião com prefeito Casan anuncia nova estação de tratamento de água e ampliação de reservatório

A Administração Municipal de Chapecó realizou na tarde desta quinta-feira uma reunião com a Casan para tratar da falta de água e também do tapa-buracos nas ruas da cidade, relativos a consertos da estatal. Na oportunidade o superintendente de negócios do Oeste da Casan, Daniel Scharf, e o chefe da agência de Chapecó, Bruno Comunello Eleotero, informaram ao prefeito João Rodrigues que está na iminência de ser lançada a licitação para uma nova estação de tratamento de água, que será instalada junto ao Rio Tigre, em Guatambu.

A Casan já tem um terreno e a estrutura será modular, no valor aproximado de R$ 37 milhões, com capacidade para 250 litros por segundo. Para se ter uma ideia a Estação do São Cristóvão tem capacidade para cerca de 560 litros por segundo. A previsão é de que a nova estação entre em operação em no início de 2023. Com isso, em vez de água bruta, viria água tratada que já serviria para abastecer principalmente o bairro Efapi. Aumentando em quase 50% da atual capacidade de tratamento

Esta seria uma medida a ser implementada enquanto se desenrolam as obras de captação do Rio Chapecozinho, que terá uma adutora de 57 quilômetros. A obra deve levar pelo menos uns três anos para ser concluída.

A Casan também demonstrou disponibilidade em se integrar a um projeto de captação de água no rio Uruguai, que está sendo desenvolvido por uma agroindústria de Chapecó e que o prefeito João Rodrigues considera uma boa solução também para abastecer a cidade.

A Administração também cobrou o andamento da perfuração de três poços e construção de três reservatórios.

O poço do Esplanada já está pronto e em operação, com vazão de 20 mil litros por hora, e já conectado com o reservatório próximo ao Hemosc.

O poço da Grande Efapi, que foi perfurado próximo ao Lajeado São José, deu vazão de 25 mil litros por hora. A bomba está sendo instalada e nesta semana já deve ser incorporado à rede.

Já o poço do Boa Vista não deu vazão suficiente. A Casan estuda a possibilidade de perfuração de um poço profundo na região do São Pedro.

Em relação aos reservatórios está pronta a base do bairro Paraíso. Falta a estrutura que vai armazenar 250 mil litros. Já o reservatório do Esplanada, com 2 milhões de litros, a empresa contratada que executará o reservatório está ajustando o projeto com as considerações apresentadas pela Casan.

Outra solicitação da Administração de Chapecó, a dragagem da barragem do Engenho Braun, no Lajeado São José, e que já teve a primeira etapa realizada no ano passado, terá uma nova etapa. A Casan já tem publicado o edital de licitação para ampliar o reservatório, de 230 mil metros cúbicos, para 630 mil metros cúbicos. O trabalho vai levar mais de três anos e deve custar R$ 36 milhões. O prefeito João Rodriguesafirmou que o Parque do Eldorado também terá um lago, com cerca de 160 mil metros cúbicos, que servirá como uma reserva de água para os períodos de estiagem.

Outro tema tratado, sobre a recuperação do asfalto decorrentes de consertos da Casan, que o município repassou para a estatal, e que tem gerado alguns transtornos, pode ser devolvido ao município. Para isso a Prefeitura de Chapecó solicitou um convênio de R$ 500 mil.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Luiz Paulo Carraro, uma equipe seria montada para atender este serviço. O secretário de Governo, Thiago Felipe Etges, o diretor da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento, Maurício da Rocha Lise e o engenheiro sanitarista da Diretoria de Saneamento do Município, Eduardo Olivo, também participaram da reunião.

Comente com o Facebook