15 C
Balneário Camboriú
InícioPolíticaCondição de aparelhos em hospital é tema de pedido de informação

Condição de aparelhos em hospital é tema de pedido de informação


A situação dos aparelhos de endoscopia do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, foi tema de um pedido de informação aprovado pelo Plenário da Assembleia Legislativa, na sessão desta quarta-feira (9). O autor do pedido, deputado Bruno Souza (Novo), solicitou à Secretaria de Estado da Saúde (SES) informações sobre o conserto dos tubos de videoendoscopia digestiva no hospital mantido pelo governo estadual.

Segundo o parlamentar, dos sete equipamentos disponíveis, cinco estão quebrados e os dois restantes apresentam problemas. Bruno relatou, durante a sessão, problemas em equipamentos de outros hospitais. No Infantil Joana de Gusmão, também na Capital, todos os quatro aparelhos quebraram e levaram sete meses para ser consertados, conforme o deputado.

“Crianças não conseguiram passar por cirurgia”, disse. “Precisamos de atenção especial a esses casos de equipamentos quebrados. Parece que o modo de operação é esperar todos quebrar para consertar.”

O deputado cobrou providências por parte do líder do Governo na Alesc, deputado José Milton Scheffer (PP). “Vou ser o chato desse plenário enquanto não darmos atenção para a nossa saúde pública. É um caos organizacional. Tem gente sofrendo e morrendo.”

O líder do Governo reconheceu que a denúncia feita por Bruno Souza é importante. Scheffer  ponderou que os hospitais públicos são obrigados a seguir a legislação que trata das licitações.

“É relevante trazer informações do equipamento A ou B, que não está funcionando. Mas é importante falar para os catarinenses que nós temos uma política hospitalar que é única no Brasil, que dobrou leitos de UTI, que terá mais de 600 milhões para investir em hospitais filantrópicos”, disse Scheffer.

Dr. Vicente Caropreso (PSDB), que foi secretário de Estado da Saúde, afirmou que a manutenção dos hospitais públicos do Estado é complexa e cara. “São estruturas grandes, que prestam um serviço inestimável, mas têm um custo alto e uma gestão complexa. Tudo é lento e emperrado”, disse. “Tem que haver um entendimento desse complicado dia a dia do processo de gestão desses hospitais.”

Sargento Lima (PL) criticou a gestão do governo estadual na saúde. “Parece que a metodologia aplicada é esperar estragar todos os aparelhos para se então tomar providências”, disse. “Falta de projeto, de planejamento, de entendimento daquilo que se está fazendo.”

Jessé Lopes (PSL) cobrou solução para os problemas apontados por Bruno Souza. “Quando há um problema, ele precisa ser resolvido. Não dá pra tapar o sol com a peneira. Tem um problema grave de descaso dentro desse hospital.”

Comente com o Facebook
Redação SC Hoje
Redação SC Hoje
DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU. Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e envie sua mensagem por e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp 48 99805.5030
- Advertisment -

Mais Lidas

Enviar mensagem
Envie FOTOS, VÌDEOS, ÁUDIOS, DENÚNCIAS ou sugestões de pauta para a equipe da redação!