Gente Catarina: gestantes de alto risco recebem atendimento especializado na Serra


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News 

O acompanhamento durante a gestação é essencial para o cuidado da saúde tanto do bebê quanto da mãe. A rotina do pré-natal pelo Sistema Único de Saúde é um direito de toda mulher. E em Santa Catarina esse olhar recebe um olhar ainda mais cuidadoso com a Rede Cegonha da Serra Catarinense.

Desenvolvido dentro do Programa Gente Catarina, do Governo do Estado, ele promove um atendimento especializado às mães com gestações de alto risco. O acompanhamento é compartilhado entre a atenção primária, realizada nos postos e Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no ambulatório especializado, pertencente ao Hospital e Maternidade Tereza Ramos, em Lages.

Claudia Marcia da Silva está na sua primeira gestação. Aos 32 anos, a enfermeira decidiu que faria todo acompanhamento pelo SUS. Desde as cinco semanas de gestação ela iniciou o pré-natal na UBS. Com 20 semanas, por meio de exames de acompanhamento, foi detectado que ela estava com problemas nas plaquetas, o que poderia gerar complicações à sua gravidez. Dessa forma foi encaminhada ao atendimento especializado.

“Sempre tive uma preocupação grande por ser da área da saúde, mas a médica desde o início foi bem tranquila e me encaminhou para a realização de todos os exames, inclusive cheguei a passar por teleconsulta com um hematologista”, explica.

Além do atendimento obstétrico, as pacientes são acompanhadas por uma equipe multidisciplinar que inclui psicólogos, fisioterapeutas e assistentes sociais, contemplando de forma ampla o acolhimento. Para Claudia, a maneira como os encaminhamentos foram realizados estão dando mais segurança nesse período de tanta fragilidade. “A gente fica preocupada, mas eu vi todo tempo o comprometimento da equipe que vem me atendendo, buscando sempre dar os encaminhamentos corretos. Apesar da minha gestação ser de risco, me sinto segura”, completa.

A gravidez vem sendo acompanhada de perto. Na UBS as consultas são quinzenais, e no laboratório especializado, mensais, podendo ampliar de acordo com a evolução do caso.

A Rede Cegonha prevê essa integração entre a atenção primária e o atendimento especializado. “Esse compartilhamento no cuidado que promovemos para a gestante, integrando primário e especializado fortalece o cuidado promovendo resultados ainda mais importantes para essas mães e esses bebês”, afirma a gerente Regional de Saúde, Daniela Rosa de Oliveira

Assim como Claudia, gestantes de 18 municípios da Serra recebem esse atendimento. O objetivo é ampliar a atenção à saúde dessas mulheres e dessa forma reduzir a mortalidade materna e infantil. O laboratório especializado de atendimento funciona desde 2019.

“Eu estou muito feliz, me sinto acolhida e cuidada. Agora, é aguardar, sei que dará tudo certo”, complementa.

Mais informações para a imprensa:
Karla Lobato
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde – SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: [email protected]
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook