Mulheres recuperam sua autonomia financeira com auxílio da PMF


Atualmente, 17 mulheres em Florianópolis recebem um Benefício que promove autonomia para mulheres, um auxílio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, para mulheres vítimas de violência. A ação consiste em auxílio por seis meses, podendo ser prorrogado por mais três, mediante avaliação técnica. O valor do auxílio é de um salário mínimo, para incentivo de autonomia e independência financeira.
 
Joana (nome fictício para não identificar a entrevistada) se apaixonou por seu antigo namorado e começou a viver o que, esperava, ser uma história de amor. Sua filha, fruto do relacionamento, e seu antigo parceiro moravam juntos quando tudo começou a desandar. Após problemas no relacionamento, e término, o homem não aceitou que Joana quisesse sair de casa e a ameaçou verbalmente, mesmo em frente a sua filha.
 
Após uma discussão, seu ex-namorado a agrediu com cacos de vidro, e com a ajuda da Guarda Municipal de Florianópolis, foi direcionada até uma delegacia e posteriormente ela e sua filha foram acolhidas em um abrigo para mulheres vítimas de violência da Prefeitura de Florianópolis. O homem ainda teve outro episódio agressivo antes do acolhimento, incendiando a casa onde moravam.
 
Após acolhida, Joana e sua filha receberam todo suporte necessário para uma nova história. Com o auxílio da Assistência Social de Florianópolis, além de acolhida, Joana recebeu o valor do Benefício para autonomia financeira, que pode pagar um aluguel, alimentação e outras demandas para ela e sua filha.
 
“Sair de um relacionamento assim e poder começar uma nova vida é tudo que eu precisava. Hoje quero me recompor, cuidar da minha filha que é meu bem maior e recomeçar, é isso que eu almejo”, comenta.
 
Além de Joana, outra beneficiária também relatou sua história. Patrícia (nome fictício) foi acolhida após uma discussão com seu ex-marido. O homem a agredia verbal e psicologicamente, e a confusão aumentou após a visita de seus filhos. As discussões rotineiras começaram a tomar conta dos dias de Patrícia e ela se via desemparada diante de tal situação até que em um dia, decidiu buscar auxílio da Assistência Social de Florianópolis e foi acolhida na casa de passagem para mulheres vítimas de violência.
 
“Existe um ponto de vulnerabilidade que, diante dessas agressões, nos paralisamos por medo. Nunca sabemos se vão acreditar em nós. Não é fácil recomeçar”, comenta.
 
Além da estadia na Casa de Passagem, Patrícia é uma das mulheres que recebeu o auxílio para autonomia financeira da Prefeitura de Florianópolis. Com o valor, ela pode pagar um aluguel e alimentos. A ação foi de extrema ajuda, visto que anteriormente ela dependia financeiramente do seu ex-marido.
 
O valor do benefício pode auxiliar no pagamento de aluguéis para moradia. A beneficiária, é acompanhada pelas equipes técnicas que emitem Registro de Acompanhamento no prontuário do usuária, no sistema informatizado da SEMAS, certificando que o auxilio está sendo utilizado pela beneficiária exclusivamente para a finalidade a que se destina.
 
Em Florianópolis, além do acolhimento, outro dado histórico foi registrado. Atualmente, há cinco mulheres acolhidas, um número muito baixo comparado aos últimos anos, o que pode ser um reflexo da concessão do Benefício de Autonomia Financeira, que fez com que estas mulheres conseguissem alugar um espaço para moradia.


Comente com o Facebook