Dicas para prevenir a gastroenterite em crianças no verão


Gastroenterite é o nome da infecção intestinal que surge devido à água, alimentos e mãos contaminadas por bactérias, parasitas e vírus; e que também pode se manifestar após contato com uma pessoa contaminada. A infecção é mais comum durante o verão pela falta de refrigeração nos alimentos e tem como o principal alvo as crianças que levam as mãos com mais facilidade à boca.

Os principais sintomas são mal estar, dor de barriga, diarreia, náuseas, vômitos, febre, dor de cabeça e perda de apetite, e podem surgir logo após a contaminação ou em até 24h. Os sintomas leves tendem a melhorar após 3 ou 4 dias da contaminação. Se persistirem, procure ajuda médica, principalmente no caso de idosos e crianças.

A nutricionista da Secretaria de Saúde, Daiane Batti, dá algumas dicas de como prevenir a infecção: “Sempre ofereça líquidos para seu filho, como água, água de coco e sucos naturais, que repõem vitaminas e sais minerais. Evite que a criança beba refrigerante e outras bebidas gaseificadas, pois elas favorecem a desidratação e a eliminação de sais minerais. Fuja de alimentos ultraprocessados que contém excesso de sódio e gordura trans. Prefira as comidas feitas em casa, por isso, organize uma bolsa térmica com gelo para levar alimentos como frutas e sanduíches ao ir a praia. Por último, ofereça para a criança frutas com o maior teor de água, por exemplo, abacaxi, laranja, mamão, melancia e melão”, pontua.

Além disso, é importante prestar atenção nos alimentos preparados em barraquinhas da praia ou lanchonetes móveis, pois eles podem ficar expostos ao sol e estragarem com facilidade. Entre as dicas da nutricionista Luana Berri, observar a limpeza do local que está consumindo o produto, a forma como o profissional manuseia o lanche e a temperatura que se encontra o alimento são as três principais. “Caso precise consumir lanches na praia, tente evitar alimentos gordurosos, como pastéis, porções empanadas e lanches com maionese”, informa.

Para combater a gastroenterite é importante permanecer hidratado, pois os sintomas de vômitos e diarreia causam a desidratação. Para isso, a nutricionista Taila Kirchheim ensina uma receita de soro caseiro. “Em 1 litro de água mineral, filtrada ou fervida (mas já fria), misture 1 colher de sopa de açúcar (20 g) e 1 colher de café de sal (3,5 g). Mexa bem e ofereça ao doente em colheradas ao longo do dia”.

___________________
Informações adicionais:

Secretaria de Saúde
(47) 3261-6200

Diretoria de Comunicação
Estagiária de Jornalismo: Isabela Benincasa Monico
Foto: Arquivo PMBC
(47) 3267-7022

               www.instagram.com/prefeituradebc                     

FOTOS

Comente com o Facebook