Profissionais de saúde de Criciúma participam de capacitação da Rede Cegonha


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Médicos e enfermeiros da Rede de Atenção à Saúde de Criciúma passaram por uma capacitação para aprimorar o atendimento às gestantes e puérperas, e crianças de até 24 meses. O Grupo Condutor da Rede Cegonha Municipal (GCRC) foi o organizador das palestras, que encerraram na última sexta-feira (26), no auditório da Amrec.

A iniciativa faz parte do Programa Mãe Coruja, e visa atualizar o Protocolo de Assistência à Gestação, Parto, Puerpério e Crianças de 0 a 24 meses (Puericultura). Entre os temas abordados nas palestras estavam manejo das situações comuns e especiais da gestação, nutrição no pré-natal, apoio ao aleitamento materno, fisioterapia pélvica, assistência social, assistência ao parto através da maternidade referência e plano de parto.

“Estamos com índice de mortalidade infantil de país de primeiro mundo, e mesmo assim continuamos especializando os profissionais para melhorar mais esse número e humanizar os atendimentos às gestantes. A prefeitura não deixa faltar nenhum exame”, destacou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande. De acordo com o Ranking de Competitividade e Sustentabilidade dos Municípios, divulgado na semana passada pelo Centro de Liderança Pública (CLP), Criciúma é o 18º colocado no país quando se trata de mortalidade infantil. O ranking analisa o total de 411 municípios brasileiros com população acima de 80 mil habitantes, de acordo com a estimativa do IBGE para o ano de 2020.

Na capacitação, a enfermeira Lucimara Nunes Ferreira conduziu os trabalhos, uma vez que profissionais de diferentes áreas fizeram apresentações. De acordo com ela, o trabalho de capacitação teve início há três meses, e as palestras foram divididas em dois dias, contando com aproximadamente 65 pessoas em cada.

Segundo a enfermeira, as orientações repassadas têm como objetivo principal qualificar o atendimento às gestantes, dentro de um contexto amplo e humanizado, abrangendo todos os níveis de atenção: Atenção Primária, Secundária e Hospitalar. “Isso reduz o número de óbitos evitáveis e ou comorbidades de mulheres e crianças criciumenses”, explicou.

Rede Cegonha

A Rede Cegonha é uma estratégia do Ministério da Saúde para implementar uma rede de cuidados visando assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.

 

Comente com o Facebook