Regularização Fundiária e Casan alinham parceria para ampliação de redes de água


A Diretora de Regularização Fundiária e Habitação de Chapecó, Edi Folle, e o assessorGuilherme Tillmann, receberam na manhã desta terça-feira, o Superintendente Regional de Negócios Oeste da CASAN, Daniel Domingues Scharf, e Marcelo Coser, responsável pelo atendimento da estatal.Durante a reunião foi conversado sobre projetos de ampliação da rede de abastecimento de água em áreas irregulares com processo de Regularização Fundiária em andamento.

Além da previsão de projetos, um dos principais assuntos da pauta foi a parceria na execução da ampliação da rede de abastecimento que interligara o Bairro Boa Vista a comunidade São Pedro B, tendo em vista o adiantamento do trabalho já conduzido pela Diretoria de Regularização Fundiária nos últimos meses. A proposta é cruzar informações e utilizar os levantamentos, numerações de residências e cadastros das famílias que possuem edificações, que comprovaram os requisitos previstos na legislação quanto ao marco temporal e a renda, e que já estão devidamente mapeadas no perímetro, pela equipe de Regularização Fundiária e Habitação.

Na oportunidade a Diretoria sinalizou ainda um cronograma de entrega de áreas e loteamentos para o próximo ano. Mencionou como prioridade as áreas da Vila Rica e do Loteamento Rosana, no Bairro Efapi, que devem acolher prioritariamente as famílias que serão realocadas da Leopoldo Sander, em virtude da duplicação da caixa viária e que se encontram na faixa de domínio, e ainda os que estão na Área de Preservação Permanente – APP, próximo ao principal manancial do município.

“É necessário pensar no crescimento ordenado do município; precisamos pensar a Chapecó que temos e a Chapecó que queremos, as áreas de macro expansão urbana e a implantação das redes de infraestrutura básica para atender as demandas da população. Chapecó cresce muito e nossa mentalidade como gestores públicos tem que acompanhar de forma inteligente, estratégica e futurista, no intuito de minimizar custos e contribuir com o desenvolvimento econômicosocial e habitacional”, afirmou Edi Folle.

Comente com o Facebook