Projeto “Deixe Pegadas, Bitucas Não” está na Etapa Nacional do Selo Social


Entre os 504 projetos inscritos em todo o Brasil, o “Deixe Pegadas, Bitucas Não” desenvolvido pelos alunos dos Centros Educacionais Municipais de Taquaras (Taquaras), e Giovania de Almeida (Estaleirinho) de Balneário Camboriú, foi um dos 12 escolhidos para concorrer à Etapa Nacional do Selo Social, na categoria Ambiental. O encontro entre os 12 selecionados, para apresentação do Projeto, ocorre de forma on-line, no dia 30 de novembro, às 14h, em link a ser divulgado posteriormente. Todos os envolvidos podem participar, mas o Projeto será defendido pelo professor gestor, Hilton Garcia do Nascimento, das dependências do CEM Taquaras.

O encontro do dia 30 será dividido em três blocos. O primeiro refere-se aos projetos “ambientalmente corretos”, como o de Balneário Camboriú, que se apresenta ao lado de outros projetos dos estados de São Paulo, Minas Gerais e do Distrito Federal. Cada projeto terá 3 minutos para apresentação.
Para a seleção e classificação foram usados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que somam 17 itens. Destes, Balneário Camboriú conquistou cinco que são: Saúde e Bem-estar; Educação de Qualidade; Cidades e Comunidades Sustentável; Consumo e Produção Responsáveis; e Parcerias e Meios de Implementação.

O Projeto, lançado no início de outubro, e que visa recolher restos de cigarro (bitucas), nas Praias Agrestes de Balneário Camboriú, já recolheu, desde seu lançamento, cerca de mil bitucas. A ação surgiu após uma pesquisa junto à comunidade, que apontou as bitucas jogadas nas praias, como o maior fator nocivo ao meio ambiente. O projeto, que cria e instala bituqueiras nas praias é uma parceria entre as Secretarias da Educação, Meio Ambiente, Associações de Moradores de Taquaras e do Estaleirinho, e a Ambiental Limpeza Urbana e Saneamento Ltda.

Os alunos que participam efetivamente do Projeto, atuando nas praias e comunidade, são os do Fundamental, de 7 a 14 anos, que recebem orientações através dos profissionais da Secretaria do Meio Ambiente. A ação é feita em conjunto: o material utilizado para as peças são adquiridos pela Prefeitura e Ambiental; as Associações de bairros ajudarão no recolhimento e limpeza das bituqueiras.

Curiosidades

Esses pequenos pedacinhos de cigarro (as bitucas), que chegam aos oceanos através de córregos e bueiros, correspondem à um terço de todo o lixo retirado dos mares, representando um número maior do que embalagens, sacolinhas plásticas, canudinhos e descartáveis, de acordo com dados da Ocean Conservancy – organização sem fins lucrativos que atua em defesa do meio ambiente e oceanos.

Para se ter ideia do tamanho do impacto ambiental, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 10 bilhões dos 15 bilhões de cigarros vendidos diariamente são descartados no meio ambiente de forma incorreta.

De acordo com um relatório da ONG Cigarette Butt Pollution, além de ser a contaminante número um das praias e oceanos, a natureza toda sofre com as consequências do consumo desta droga, que contêm mais de 7.000 produtos químicos tóxicos que contaminam o meio ambiente. Esses resíduos foram encontrados por pesquisadores em cerca de 70% das aves marinhas e 30% das tartarugas marinhas. O relatório mostra ainda, que um dos principais problemas relacionados ao consumo do cigarro, são os filtros, que contém fibras sintéticas derivadas do petróleo, não são biodegradáveis, e podem levar até uma década para se decompor. Além disso, as emissões de fumaça de tabaco contribuem com milhares de toneladas de substâncias cancerígenas, tóxicas e gases de efeito estufa para o meio ambiente.

____________________

Secretaria da Educação
(47) 3363-7144

Diretoria de Comunicação
Jornalista: Alexandra Gonzalez Santos
Fotos: Secretaria Educação
(47) 3267-7022

www.bc.sc.gov.br  www.instagram.com/prefeituradebc  

FOTOS

Comente com o Facebook