Pacientes ostomizados contam com serviço exclusivo em Blumenau


A terça-feira, dia 16, é marcada por ser o Dia Nacional dos Ostomizados, criado para tentar reduzir o preconceito e a desinformação. Em Blumenau, a Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) oferece assistência a pacientes que convivem com a ostomia, e fazem uso de bolsa coletora especial, no Núcleo de Assistência ao Ostomizado (NAO), localizado na Policlínica Lindolf Bell.

O Núcleo oferece acolhimento ao ostomizado, com uma equipe de enfermagem treinada e uma enfermeira especialista em estomaterapia. Para proporcionar conforto e qualidade de vida aos pacientes que recebem cuidados terapêuticos no local, é disponibilizado um banheiro adaptado para que o paciente possa esvaziar sua bolsa coletora, que é onde os efluentes, fecais ou urinários ficam armazenados temporariamente. Em 2003, eram cerca de 90 pacientes atendidos. Já em 2021, foram 350 usuários beneficiados durante o ano, sendo que 300 permanecem ativos. Isso representa um aumento de aproximadamente 240% em 18 anos.

O morador do bairro Garcia, Durval Bortolossi, ressalta a importância do serviço. “Lembro quando, há 24 anos, as pessoas usavam sacola ou pote plástico e até fralda, quando existia escassez de bolsa coletora. Hoje o paciente ostomizado tem a quem recorrer em Blumenau. A equipe que está disponível na Policlínica nos acolhe, dá orientação e em muitos casos é a salvação de quem está sem saber o que fazer”, assinala o paciente que foi um dos fundadores da Associação das Pessoas Ostomizadas de Blumenau (APOBLU), em que durante 20 anos foi presidente da entidade.

No setor, pacientes e suas famílias recebem suporte, dos quais quase metade tem como doença de base ou indicador de ostomização, o câncer de intestino. A ostomia também pode ser necessária em casos de traumatismo abominal por acidente de trânsito, fístulas, metástase de câncer de colo de útero, doenças inflamatórias intestinais, entre outras doenças.

Banheiros adaptados
Em Blumenau, os ostomizados contam com banheiros públicos adaptados na Prefeitura de Blumenau, na Policlínica Lindolf Bell, no Ambulatório Geral da Escola Agrícola, na unidade Estratégia Saúde da Família (ESF) Valério José Steil e nos Terminais Urbanos do Aterro, Fortaleza, Itoupava, Velha, Garcia, Fonte e Proeb. Blumenau é uma das poucas cidades de Santa Catarina que possui legislação específica e oferece as adaptações.

Ostomizado
É aquela que precisou passar por uma intervenção cirúrgica para fazer no corpo uma abertura ou caminho alternativo de comunicação com o meio exterior, chamado ostoma. O ostoma é um orifício que permite a alimentação através da gastrostomia e jejunostomia, a saída de efluentes como fezes ou urina do corpo através da ileostomia, colostomia ou urostomia e a respiração pela traqueostomia.

Serviço:
Núcleo de Assistência ao Ostomizado/Blumenau (NAO)
Policlínica Lindolf Bell
Rua 2 de Setembro, 1.234 – 1º andar – Sala 101
Atendimento: das 7h às 12h e da 13h às 16h
Telefone: (47) 3381-7677 / (47) 9 9670-5696

postada em 12/11/2021 10:00 – 7 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook