Centenário de Dom Paulo Evaristo Arns é celebrado em sessão solene


Os 100 anos de nascimento do Frade Franciscano e Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns foram celebrados em uma sessão solene da Assembleia Legislativa na noite desta sexta-feira (5). No evento, realizado na cidade de Forquilhinha, também foram destacadas instituições do Sul catarinense que mantém vivos os exemplos do homenageado.

Lilian Arns, sobrinha de Dom Paulo, e Mauricia Michels Arns, cunhada do religioso, receberam do deputado Julio Garcia (PSD), que presidiu o evento, a homenagem em nome da família. Proponente da sessão solene, o deputado Padre Pedro Baldissera (PT) destacou que Dom Paulo começou em Forquilhinha, sua terra natal, o trabalho que lhe deu notoriedade no Brasil e no mundo. “Coragem nunca faltou a este forquilhense, homem corajoso e sua biografia é testemunho vivo do destemor e do enfrentamento”, citou. Segundo o parlamentar, o homenageado “continua vivo naqueles e naquelas que defendem direitos humanos”. Baldissera lembrou ainda que Dom Paulo combateu a Ditadura de forma altiva e ativa. “Destacou-se por sua luta política contra as torturas e se destacou na campanha das Diretas Já. Atuou sempre contra a violência e violação dos direitos humanos.”

O deputado comentou ainda que as lutas sociais ganharam mais visibilidade com as ações de Dom Paulo. “Em São Paulo, criou a Pastoral do Povo da Rua para atender moradores em situação de rua.” Baldissera, que conheceu pessoalmente o homenageado quando viveu no interior paulista, disse que a simpatia, força e humildade de Dom Paulo eram “muito contagiantes”.

O deputado Rodrigo Minoto (PDT), que também nasceu em Forquilhinha, avaliou que a Alesc fez uma justa homenagem a um cidadão “que tanto honrou” a cidade e o país. “Para nós que somos daqui, nos enche de orgulho. Ele era uma pessoa que tinha conhecimento enorme, reconhecido nacional e internacionalmente. Cuidava da vida das pessoas e principalmente daquelas que eram excluídas. Com coragem enfrentou os palácios da Ditadura, acolheu os perseguidos que corriam risco de vida. É uma história que fica registrada dos grandes homens do nosso país.”

Para o deputado federal Ricardo Guidi (PSD/SC), o homenageado é uma pessoa que deixou um legado muito importante para todos. “De tantos filhos ilustres que a cidade teve, Dom Paulo é o que mais se destaca, foi arcebispo de São Paulo e Cardeal do Brasil. Soube viver com os pobres e para os pobres, assim como Jesus sempre pregou”, ressaltou. Para o parlamentar, isso é motivo de orgulho para o povo de Forquilhinha e exemplo para o mundo.

Representando os homenageados, o padre Wilson Buss disse se sentir muito à vontade ao poder falar por ter conhecido Dom Paulo. De acordo com ele, o homenageado viveu com intensidade. “Isso inspira tantos de nós a estarmos próximos das pessoas. O grande lema que ele assumiu, viver de esperança em esperança, é algo que hoje nós precisamos muito para continuarmos crescendo, para construir uma vida de solidariedade. Ele nos ensina muito. Podemos ter pensamentos diferentes, mas o respeito à solidariedade deve estar acima de tudo.”

O prefeito do município, José Cláudio Gonçalves (PSD), falou sobre a trajetória religiosa que o conterrâneo teve. “Lutou pela liberdade dos menos favorecidos, dos oprimidos, discriminados e perseguidos. Toda sua vida foi pautada pela doação, lutando por quem mais precisava, dando vez e voz para quem não tinha vez nem voz”, contou. Para o chefe do Executivo local, a sessão solene foi um ato muito importante da Assembleia Legislativa.

Homenageados

Dom Paulo Evaristo Arns

Pastoral da Criança

Diocese de Criciúma

Cáritas Diocesana de Criciúma

Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Forquilinha

Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora

Central Única dos Trabalhadores – Regional Sul

Prefeitura de Forquilhinha

Câmara dos Vereadores de Forquilhinha

Universidade do Extremo Sul Catarinense

Curso de Jornalismo da UniSatc

Comente com o Facebook