Projetos inovadores da Rede Municipal de Saúde são premiados


Os projetos vencedores da 6ª edição do Prêmio Práticas Inovadoras da Saúde de Joinville foram conhecidos nesta quarta-feira (27), no Teatro Juarez Machado. A iniciativa tem como objetivo reconhecer ações realizadas por profissionais da Secretaria da Saúde de Joinville e do Hospital Municipal São Jose.

Antes da premiação, um grupo de servidores que trabalhou diretamente no combate à Covid-19 foi homenageado. “A saúde foi colocada em xeque por um inimigo invisível. Vocês conseguiram passar por todos os desafios gigantescos. Muito obrigado, em nome de Joinville”, disse o prefeito Adriano Silva.

O agradecimento foi também a forma encontrada pelo secretário da Saúde para enfatizar a importância do trabalho de cada um. “Vocês fizeram a diferença na pandemia, lideraram equipes, mudaram nossas vidas, foram heróis. Todos tiveram ação extraordinária”, completou Jean Rodrigues da Silva.

Emocionado, o servidor Fabrício da Rosa não conteve as lágrimas ao lembrar os últimos meses de trabalho. “Tivemos dias muito difíceis pensando em maneiras de salvar vidas”. A servidora Maristela Melo de Aguiar foi homenageada e recebeu um certificado em nome de todos os colegas.

Recorde na quantidade de projetos inscritos

Nesta edição, foram 51 projetos inscritos, 48 homologados e 10 finalistas. São ações implantadas na Rede Pública Municipal em 2 eixos: Assistência à saúde; e Gestão, vigilância e informações em saúde. A ideia do prêmio é proporcionar a integração dos servidores por meio da troca de experiências e da busca pela constante melhoria na qualidade dos serviços prestados à população.

No eixo 1 (Assistência à Saúde) o primeiro lugar ficou com o projeto “A psicologia nas áreas restritas do Hospital São José”. O vencedor apresentou práticas de emergência decorrentes da pandemia de Covid-19, ofertando acolhimento e suporte emocional por meio da tecnologia.

“A saúde mental de todos foi afetada de maior ou menor forma nessa pandemia. O hospital era o epicentro, tínhamos que estar bem para cuidar dos outros. Estou emocionada com o reconhecimento”, comemorou a servidora Amália Lopes.

O projeto “Cartilha Mãe Joinvilense em Crioulo Haitiano”, que tem o objetivo de melhorar a comunicação entre os profissionais de saúde e a população haitiana, garantiu o segundo lugar.

No eixo 2 (Gestão, vigilância e informações em saúde), um projeto que interferiu diretamente na vida dos joinvilenses foi premiado. “Vacinação agendada contra a Covid-19 em Joinville: um processo digital e humanizado” conquistou o primeiro lugar. Além de criar um processo moderno e eficiente de vacinação, a iniciativa auxiliou no planejamento para evitar que outras necessidades de atendimento de saúde fossem prejudicas.

“Em 25 anos de carreira no serviço público, essa foi a minha maior missão. Para vencer essa pandemia, a vacina é fundamental. É gratificante poder estar aqui servindo a população de Joinville”, celebrou o servidor Denis de Oliveira.

O segundo lugar foi para o projeto “Menos filas na área de regulação em saúde” que teve como principal objetivo atender as demandas reprimidas, reduzir as filas de esperas por consultas, exames e procedimentos cirúrgicos, além de equacionar os investimentos em saúde.

Conheça os demais finalistas

Eixo 1 – Assistência à Saúde:
– Impacto da centralização do atendimento de coleta do teste do pezinho durante a pandemia Covid-19, no Centrinho.
– Os desafios da implantação de hospital de campanha em uma unidade de pronto atendimento UPA Leste.
– PLANCON – Uma nova estratégia de vigilância à Covid-19 em instituições de ensino de Joinville.

Eixo 2 – Gestão, Vigilância e Informação em Saúde:
– Implantação de uma central de equipamentos no Hospital Municipal São José.
– Inclusão de medicamentos opioides na RESME por atuação da Câmara Técnica de Assistência Farmacêutica.
– Inquérito epidemiológico de Covid-19.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Comente com o Facebook