Balneário Camboriú é destaque em rede nacional com duas iniciativas na área hídrica


Em meio à crise hídrica que o País vive, Balneário Camboriú se destaca mais uma vez por ações na área ambiental, em especial, com duas iniciativas na área hídrica, que foram destaque em rede nacional com reportagem exibida no último domingo (10), no Programa Globo Rural (assista no link: https://bityli.com/jrOAZM).

Pioneiro em Santa Catarina e inspirado no projeto que iniciou no município de Extrema no estado de Minas Gerais em 2008, chamado Conservador das Águas, a reportagem falou sobre o Produtor de Água do Rio Camboriú – criado em 2009 (Lei Nº 3026/2009) – pela Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa). E ainda, a parceria inédita para reservação de água nas quadras de plantio da rizicultura, para uso durante o período de maior consumo.

O Produtor de Água do Rio Camboriú incentiva os proprietários de áreas localizadas no entorno das nascentes, a adotarem práticas de conservação e restauração em suas propriedades, destinando parte dos recursos da arrecadação anual, como incentivo financeiro pelos serviços ambientais. O projeto conta atualmente com 23 propriedades parceiras e possui 1.129,75 hectares de área conservada, além de 70,79 hectares em processo de restauração. O diferencial é produzir água a partir da conservação dos recursos hídricos da bacia do Rio Camboriú, garantindo assim, a quantidade e a qualidade da água para o abastecimento das duas cidades que dependem desse rio: Balneário Camboriú e Camboriú.

E o outro destaque da reportagem, foi a iniciativa inédita no País, o pagamento para reservação de água nas quadras de arroz. O acordo entre os rizicultores de Camboriú e a Emasa, com apoio do Sindicato, Epagri e os municípios envolvidos, já ocorre há dois anos e será reeditado para a temporada de 2021/2022. São mais de 800 hectares de produção de arroz usados como um grande reservatório com cerca de 10 a 15 centímetros de lâmina d´água, suprindo a demanda de água potável que aumenta neste período. Em caso de diminuição do nível, os rizicultores são acionados e liberam a água reservada de volta ao rio, aumentando o volume do Rio Camboriú.

Com as duas alternativas – as áreas inseridas no Produtor de Água e recuperadas que agora absorvem mais água; e o armazenamento de água nas quadras de arroz – Balneário Camboriú e Camboriú conseguem abastecer seus moradores e turistas, mesmo no período de alta temporada.


EMASA
(47) 3261-0000

Diretoria de Comunicação
Jornalista Renata Furlanetto
Foto: Renata Furlanetto

www.instagram.com/prefeituradebc 

FOTOS

Comente com o Facebook