Adrianinho pede que governo agilize cirurgias eletivas

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News


O deputado Adrianinho De Martini (PT) pediu nesta quarta-feira (6), na tribuna da Alesc, que o Estado promova, o mais rápido possível, uma ação concentrada de recursos humanos e financeiros para a realização do mutirão de cirurgias eletivas em Santa Catarina. “É preciso que o governo aumente também o aporte de recursos aos municípios que já começaram os procedimentos. São mais de 103 mil catarinenses que precisam de atendimento urgente e que estão esperando na fila.”

Os procedimentos eletivos foram retomados no dia 13 de maio, tanto nos hospitais da administração direta como nos filantrópicos, mas alguns hospitais começaram o atendimento e tiveram que parar em seguida, porque faltou materiais como luvas, sondas e agulhas, insumos necessários para manter a segurança dos pacientes assistidos.

“Em Xanxerê, a Secretaria Municipal da Saúde, atendendo ao nosso requerimento, informou que lançou o Corujão da Saúde para a redução da fila de espera e que mais de 200 cirurgias foram realizadas nos hospitais da região. Mas por conta do aporte financeiro do município.” Adrianinho destacou que, no entanto, ainda 300 pacientes esperam por avaliações cirúrgicas.

Com a pandemia, o número de pessoas esperando por cirurgias cresceu 60% mas, segundo o deputado, diante da vacinação em massa, os casos mais graves estão caindo e assim a ocupação hospitalar, que está agora em 60% dos leitos de terapia intensiva, permite uma retomada mais acelerada dos procedimentos.

“O governo anunciou a realização de um mutirão a partir deste mês de outubro. Um programa de 18 meses em seis para realizar 40 mil procedimentos. Mesmo assim, estaremos muito longe de zerar as filas, porque ficarão mais de 60 mil aguardando o atendimento para sabe se lá Deus quando”, disse.

Adrianinho ressaltou que espera que este mutirão não só se concretize, mas avance, porque é urgente melhorar a saúde de milhares de catarinenses. “A suspensão das cirurgias levou ao agravamento de diversos tipos de doenças e, lamentavelmente, à morte.”

Juliana Wilke
Assessoria Coletiva | Bancada do PT na Alesc | 48 3221 2824  [email protected]
Twitter: @PTnoparlamento | Facebook: PT no Parlamento

Comente com o Facebook