Deputados anunciam licitação para reformar cerca de 500 escolas


Após a exibição de vídeo de goteiras em escolas no Vale do Itajaí pelo líder do PL, Ivan Naatz, o líder do MDB, Valdir Cobalchini, anunciou na sessão de terça-feira (21) da Assembleia Legislativa que a Secretaria de Estado da Educação (SED) lançará edital para reformar cerca de 500 escolas.

“Fui próximo de 10 vezes na SED em dois anos, sempre com a mesma pauta e não consegui avançar um milímetro. Culpa do secretário Natalino? Creio que não, foi um equívoco do governo passar para a Secretaria de Infraestrutura as obras civis, como a reforma e construção de escolas”, lembrou Cobalchini.

Segundo o parlamentar, o atual secretário, deputado Luiz Fernando Vampiro (MDB), reverteu a decisão administrativa e agora, com cerca de 50 engenheiros cedidos pela Infraestrutura e outros que foram chamados do último concurso, a SED enfim volta a reformar escolas.

“Hoje estão sendo lançadas licitações para 500 escolas”, informou Cobalchini.

Antes da intervenção do líder emedebista, Ivan Naatz criticou a situação estrutural das escolas estaduais e exibiu vídeos de goteiras torrenciais em escolas de Pouso Redondo e Blumenau.

“As escolas estão abandonadas, é preciso avançar nas reformas”, cobrou Naatz.

“Também recebi esses vídeos e até me manifestei, entendo que o nosso colega Vampiro acabou pegando uma bomba, a questão da infraestrutura das escolas está precária”, avaliou Laércio Schuster (PSB), que questionou a prioridade na Educação, uma vez que serão investidos R$ 400 mi em câmeras de vigilância nas escolas.

“Tivemos dois anos desperdiçados, com todo o respeito ao ex-secretário, a questão estrutural foi uma tragédia, justamente no momento em que as escolas estavam fechadas pela pandemia”, ponderou Ismael dos Santos (PSD).

Moacir Sopelsa (MDB) concordou com os colegas e elogiou o secretário Vampiro.

“As coisas precisam andar, se temos 200 escolas para reformar, se todas precisam mexer no telhado, se todas têm problemas de alvenaria, por que não se contrata tantos mil metros de telhado, tantos mil metros de alvenaria? Têm coisas que precisam ser usadas tecnicamente e com a cabeça”, opinou Sopelsa.

Doutor Vicente Caropreso (PSDB) também elogiou a gestão da Educação.

“Só na região de Jaraguá do Sul teremos a inauguração de duas mega estruturas na educação. Tem de ter programa e recursos, está de parabéns, vai poder fazer um grande trabalho na reforma dos nossos prédios escolares”, previu Caropreso.

Bolsas de estudo
Ivan Naatz elogiou decisão do Executivo de ofertar bolsa de R$ 6 mil por ano para alunos do ensino médio.

“Uma boa notícia, cerca de 60 mil alunos receberão R$ 6 mil apor ano para estudar, essa é uma boa noticia”, avaliou Naatz, que lembrou que iniciativa análoga do governo federal não deu certo.

Adriano de Martini
Assumiu uma cadeira no Parlamento o deputado Adriano de Martini (PT), haja vista a licença não remunerada por 60 dias do deputado Padre Pedro Baldissera (PT).

Adriano, que é ex-vereador de Xanxerê, agradeceu o apoio da família, dos amigos e dos companheiros que caminharam juntos na eleição de 2018. Também agradeceu o gesto do colega Padre Pedro e à direção do Partido dos Trabalhadores  pela “confiança depositada”.

“Queremos fortalecer o trabalho da juventude, a agricultura familiar e os direitos da classe trabalhadora. Que todos os filhos tenham escola, que todos os jovens tenham emprego e que todas as famílias tenham comida no prato”, discursou Adriano.

Os deputados Maurício Eskudlark (PL), Fabiano da Luz (PT), Kennedy Nunes (PTB), Ana Campagnolo (PSL), Ricardo Alba (PSL) e Jerry Comper (MDB) deram boas vindas ao colega e desejaram sucesso no exercício do mandato.

Rudinei Floriano
Também assumiu uma cadeira no Legislativo barriga verde o deputado Rudinei Floriano (PSL), de Joinville, uma vez que o deputado Coronel Mocellin (PSL) pediu licença do cargo por 60 dias.

Rudinei agradeceu a gentileza de Mocellin, assim como aqueles que o auxiliaram durante a campanha eleitoral, como a esposa, familiares, amigos, pastores de diversas denominações religiosas, policiais e bombeiros militares.

Rudinei se comprometeu a defender os princípios cristãos, os empreendedores, além de representar e buscar alternativas para a melhoria da qualidade de vida dos idosos.

Durante seu discurso, o representante de Joinville revelou que conheceu a Assembleia quando tinha 12 anos, em 1987, durante uma visita organizada pela professora da disciplina de Organização Social e Política do Brasil (OSPB).

“Naquela ocasião fomos recepcionados pelo deputado Raulino Rosskamp, da 11ª Legislatura”, recordou Rudinei.

A deputada Ana Campagnolo e os deputados Maurício Eskudlark, Ricardo Alba, Kennedy Nunes, Fabiano da Luz e Marcius Machado (PL) parabenizaram Rudinei pela posse e desejaram-lhe um mandato profícuo e exitoso.

Seminário sobre mudanças climáticas
Fabiano da Luz informou que a Casa organizará um seminário para debater as mudanças climáticas.

“Decidimos organizar um seminário para discutir as mudanças climáticas em novembro. Os dados de pesquisadores da UFSC nos assustaram muito em relação ao que o clima vai sofrer nos próximos anos, por conta das estiagens e de outros fenômenos causados pelas mudanças climáticas”, explicou Fabiano, acrescentando que o seminário terá o objetivo de alertar e apontar caminhos.

Seminário de games
Fabiano da Luz ainda divulgou a realização de um seminário para debater o papel dos games na economia e no dia a dia da juventude catarinense.

“Santa Catarina é o quarto estado do país em desenvolvimento de games, segmento da economia que movimenta quase R$ 6 bi por ano. Hoje quase todos os jovens e adolescentes dedicam várias horas do dia em jogos, é um mercado muito grande”, reconheceu o ex-prefeito de Pinhalzinho.

Militância em sala de aula
Jessé Lopes (PSL) voltou a denunciar um professor da rede pública pela suposta militância política em sala de aula.

Entre as irregularidades alegadas por Jessé, destaque para colocação de adesivos de natureza política em móvel do Estado, além da opinião emitida pelo professor de que “a Bíblia é machista”.

O abandono do Médio Vale do Itajaí
Laércio Schuster denunciou o abandono do Médio Vale do Itajaí e acusou o governador Carlos Moisés de virar as costas para a região.

“Ele vira as costas para o Médio Vale do Itajaí, principalmente das pequenas cidades como Timbó, Rio dos Cedros, Rodeio, Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Ascurra, Indaial e Pomerode. Só no ICMS essas cidades arrecadaram mais de R$ 500 mi, e destes R$ 500 mi sabem quanto voltou em obras e investimentos? Nenhum real”, garantiu Schuster.

O parlamentar cobrou a execução de obras estruturantes, a recuperação das rodovias estaduais e recursos para os hospitais.

“Os hospitais precisam de ajuda para continuar com as portas abertas”, alertou.

Dia da árvore
Vicente Caropreso lembrou na tribuna a passagem do dia da árvore, celebrado em 21 de setembro e exibiu no telão do Plenário fotos de árvores como pau-brasil e ipê-amarelo.

Sopelsa, em aparte, contou que ganhou uma muda de espinheira santa e informou Caropreso que uma muda da mesma espécie foi distribuída para todos os 40 deputados.

Obras em São Bento do Sul
Silvio Dreveck (PP) destacou a visita do governador no Planalto Norte e comemorou o anúncio da duplicação do acesso Oeste da BR-280, em São Bento do Sul.

“Esse trecho de aproximadamente 10 km tem um fluxo de 26 mil veículos por dia, é mais do que necessária essa duplicação”, afirmou Dreveck, que sugeriu ao Executivo a contratação de projeto para dar sequência à duplicação do acesso Oeste. “Serão no mínimo mais 10 km e daí teremos a conexão do acesso Oeste com a SC-418”, justificou Dreveck.

Rodovias estaduais
Bruno Souza (Novo) denunciou a situação precária das rodovias estaduais.

“Infelizmente a situação é lamentável, não é nada boa. Este ano se falou muito das BRs, que não são competência do governo estadual, por isso vamos lembrar das rodovias estaduais, que são competência do governo estadual”, declarou Bruno.

Segundo o deputado, Santa Catarina tem 6 mil quilômetros de rodovias estaduais, que demandam cerca de R$ 210 mi anuais para a manutenção.

“Investimos R$ 37,2 mi por ano”, informou Bruno, que exibiu fotos de diversos trechos de rodovias tomadas por buracos.

Jessé Lopes apoiou Bruno e lembrou que ambos foram votos vencidos na questão de investir recursos estaduais nas rodovias federais, de responsabilidade da União.

“Quantas rodovias estaduais serão abandonadas por que os recursos foram para as BRs?”, questionou Jessé.

João Rodrigues investigado
Jessé Lopes criticou o Ministério Público Federal (MPF) pelo inquérito aberto contra o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, suspeito de crime de improbidade administrativa na gestão da pandemia.

“A abertura de um inquérito contra o prefeito João Rodrigues por conta das medidas que adotou na pandemia, por conta dos medicamentos sem comprovação científica que ele adotou na cidade. Achei que isso já tinha sido superado e aí vem o MPF investigar isso?”, disparou Jessé.

Boca da barra
Sargento Lima (PL) pediu atenção urgente para a boca da barra de Balneário Barra do Sul. Segundo o parlamentar, há necessidade de dragar o local para aumentar o calado.

“Agora alguém morreu, simplesmente isso, tudo indica que foi um pescador de Penha que tentou se proteger na barra”, relatou Lima, que cobrou do Executivo o atendimento das reivindicações dos pescadores de Balneário Barra do Sul.

Comente com o Facebook