PL aprovado dá nome de empresário a Centro de Eventos de Bal. Camboriú


O Plenário da Assembleia Legislativa aprovou, na sessão ordinária desta terça-feira (31), uma homenagem ao empresário catarinense Júlio Tedesco, que faleceu em fevereiro deste ano. Por unanimidade, foi aprovado o Projeto de Lei (PL) 43/2021, de autoria do deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), que dá o nome do empresário ao Centro de Eventos de Balneário Camboriú.

Os deputados Ana Campagnolo (PSL), Nazareno Martins (PSB) e Paulinha (sem partido) também apresentaram projetos com o mesmo propósito, que foram apensados ao PL aprovado nesta terça. Dr. Vicente lembrou que Júlio Tedesco foi responsável por vários empreendimentos turísticos em Balneário Camboriú, como o Parque Unipraias. 

“Falar de Júlio Tedesco é falar de uma família que tem uma história empresarial de 70 anos, com negócios em todo o estado. Júlio deixou um legado para o estado, um exemplo como cidadão, pai de família e empreendedor”, complementou o deputado Valdir Cobalchini (MDB).

Outro projeto aprovado,  o PL 193/2021, institui 20 de maio como o Dia Catarinense da Abelha. O autor da proposta, deputado Padre Pedro Baldissera (PT), destacou a importância da apicultura para o estado, que é o terceiro maior produtor do país, com 12 mil produtores e mais de 350 mil colmeias.

“Estudos apontam danos à produção de alimentos em razão do desaparecimento de abelhas”, destacou Padre Pedro. “Este inseto é extremamente importante e indispensável para a multiplicação das espécies e para que possamos garantir a polinização para o sustento de todos aqueles que precisam de alimento.”

Os PLs 43/2021 e 193/2021 passarão pela votação da Redação Final antes de seguir para análise do governador.

Vetos mantidos
Durante a sessão, os parlamentares também mantiveram os vetos parciais a três projetos de lei de origem parlamentar: o PL 294/2020, do deputado Kennedy Nunes (PTB), que institui a Semana Estadual do Rádio; o PL 216/2019, de Sargento Lima (PL), que trata das condecorações e o título honorífico outorgados pela Polícia Militar; e o PL 228/2019, que dispõe sobre os cuidados obrigatórios nos procedimentos de impermeabilização de bens móveis com produtos à base de solvente inflamável.

Comente com o Facebook