Governo do Estado libera tráfego de veículos no novo elevado da BR-280 em Guaramirim


Mais do que a inauguração de uma obra, a abertura do tráfego no novo elevado no trecho estadualizado da BR-280, em Guaramirim, representa um alívio. Nesse trecho, a rodovia corta o município e boa parte dos cerca de 45 mil habitantes precisam atravessá-lo para seus afazeres diários. A estrutura foi construída como parte dos trabalhos de duplicação da rodovia, reiniciados no fim de 2019 por determinação do governador Carlos Moisés. 

“Nos dois primeiros anos de governo, fizemos a lição de casa, economizamos, e agora estamos investindo recursos próprios dos catarinenses em obras de infraestrutura, inclusive em rodovias federais. Só nesse pacote da BR-280, da qual o elevado de Guaramirim faz parte, são, ao todo, R$ 180 milhões. São novos rumos para Santa Catarina”, explica o governador.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, foi o responsável por liberar o trânsito. “É um marco, um investimento volumoso e uma demanda que era pleiteada pela região há pelo menos 15 anos. Só em 2020, 41 pessoas perderam a vida no trecho catarinense da BR-280. O nosso trabalho é para reduzir isso, proporcionar segurança viária, em primeiro lugar. Sem contar, claro, que onde tem estrada boa tem desenvolvimento, pois há condições para o escoamento da produção”, destacou o secretário da Infraestrutura e Mobilidade.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

:: Mais fotos no álbum 

A expectativa é que, com as condições de logística, empresas procurem a cidade e a região para se instalar, o que se reverte em mais emprego e renda para os catarinenses que moram no local.

“É um ganho para a mobilidade de toda a região, mas principalmente para a segurança de todo o entorno e de quem precisa passar por aqui. Agora, pedestres, ciclistas e motoristas terão um trecho adequadamente sinalizado. A indústria e o comércio ganham com a logística, mas a vida e a saúde das pessoas é incalculável”, comemora o prefeito de Guaramirim, Luis Antonio Chiodini.

Com 990 metros de comprimento e largura de 24 metros, o elevado custou mais de R$ 20 milhões. A obra durou um ano e faz parte de uma série de ações no trecho estadualizado da rodovia. Entre elas, a duplicação, que está em andamento, e a construção de outras sete “obras de arte especiais” (termo técnico dado a pontes, viadutos e passagens subterrâneas), como a Ponte do Portal, viaduto perto da antiga empresa Mannes, viaduto na região de Guamiranga, três passarelas e duas passagens inferiores.

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
[email protected]

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook