Procon atua nos casos de empréstimos consignados concedidos sem autorização


O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Joinville alerta para uma prática recorrente na cidade: a concessão de empréstimos consignados sem autorização do titular da conta corrente. Determinado valor é depositado na conta da pessoa, com as devidas taxas e juros.

A prática tem ocorrido, em sua maioria, com beneficiários do INSS. “O banco ou financeira deposita o dinheiro na conta e começa a cobrar pelo serviço, como se o aposentado tivesse pedido o empréstimo. Mas eles não pedem esse valor”, relata Cristiane.

A boa notícia é que o Procon está tendo uma grande margem de êxito em solucionar esse transtorno. “Conseguimos fazer com que seja devolvido o dinheiro, sem nenhum ônus, quando comprovamos que a pessoa não solicitou o empréstimo para o banco ou financeira”, informa a gerente do Procon, Cristiane Berger.

Segundo relatos de queixas no Procon, há casos de pessoas darem entrada na documentação do INSS num dia e, no dia seguinte, bancos e financeiras ligarem oferecendo empréstimo – e algumas vezes efetivando a operação, sem autorização.

“Tecnicamente, não é um golpe, é um transtorno que estamos tendo. E diferentemente dos golpes, quando a pessoa não consegue reaver o dinheiro que ela perdeu, nesses empréstimos concedidos indevidamente por bancos e financeiras, o cidadão está conseguindo, na maioria dos casos, resolver a situação sem nenhum prejuízo”, explica a gerente do Procon.

O Procon está localizado no Centro de Atendimento ao Cidadão (rua Dr. João Colin, 2719, bairro Santo Antônio). Funciona das 10 às 16 horas, de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos.

Comente com o Facebook