Boletim Econômico SDE: turismo ganha fôlego e economia mostra avanços


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Foto: Maurício Vieira/Arquivo/Secom

Setor mais afetado pela pandemia – o turismo – ganha fôlego e mostra recuperação. É o que apontam os dados do Boletim de Indicadores Econômicos Fiscais da SDE, de agosto. No comparativo entre maio de 2021 e o mesmo período de 2020, o volume de atividades do setor teve um expressivo crescimento de 68,3%. O turismo, que envolve um amplo leque de segmentos, que inclui transporte, hospedagem, alimentação, cultura e entretenimento, negócios e eventos, tem em sua melhora um forte indicativo do fortalecimento da economia no estado.

“As expectativas estão em alta. As agências se mostram empenhadas nas campanhas e estratégias de divulgação e as perspectivas estão melhorando. A forte demanda reprimida pela pandemia traz uma grande oportunidade para o estado, principalmente por turistas nacionais, e os estrangeiros que aos poucos devem começarem a retornar”, avaliou o Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

Outro indicativo importante para o cenário econômico, conforme do Boletim, é a estimativa do PIB catarinense, calculada pela SDE, que passou de uma retração de 0,9% em 2020 para um crescimento de 2,9% nos 12 meses encerrados em março de 2021, na comparação com o mesmo período anterior. Segundo o IBGE, o PIB do Brasil passou de -4,1% em 2020 para -3,8% em 12 meses até março. “Isso demostra que SC se mantém em 2021 como um dos estados de melhor desempenho econômico no país, e que seguirá ganhando participação no PIB nacional”, avaliou Paulo Zoldan,  economista da SDE.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Setores em alta
O setor de serviços de Santa Catarina mantém tendência de crescimento e também se destaca entre os estados brasileiros, com perspectivas de crescimento para os próximos meses. Em maio, cresceu 2,2%, acima da média nacional que foi 1,2%. No acumulado do ano cresceu 15,6%, mais que o dobro da média do país de 7,3%. Em 12 meses, o crescimento foi 5,8%, enquanto o país ainda retrai (-2,2%).

“O desempenho positivo do setor coloca Santa Catarina em destaque. Na comparação com os 12 maiores estados produtores de serviços, teve o maior crescimento do País tanto no acumulado do ano como nos últimos 12 meses”, avalia Zoldan.

O Boletim mostra ainda os dados do emprego, onde Santa Catarina manteve em junho a liderança no ranking como o estado de maior crescimento do emprego do País nos últimos 12 meses. Em postos gerados nesse período é o terceiro maior do País, atrás de São Paulo e Minas Gerais.

Boletim

O boletim “Indicadores Econômico-Fiscais” de Santa Catarina traz os dados estatísticos da economia e das receitas e despesas do estado. Reúne as mais recentes análises econômicas com base no Produto Interno Bruto (PIB), emprego, balança comercial, produção agrícola e industrial, vendas e receitas do comércio, consumo de energia elétrica, consumo aparente de cimento, vendas de óleo diesel, inflação e câmbio, expectativas de agentes econômicos, receitas tributárias e dados fiscais do Governo, entre outros indicadores da economia estadual.

>> acesse o Boletim aqui

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável – SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: [email protected]
Site: www.sde.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook