Cessão de sistema gratuito é tema de reunião entre Alesc e TRF4


Servidores da Assembleia Legislativa se reuniram esta semana com o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira, e com assessores da área de administração e Tecnologia da Informação (TI) do tribunal para tratar da cessão do Sistema de Gestão Administrativa e Financeira (Geafin), de forma gratuita, ao Legislativo estadual. A implantação do sistema possibilitará economia de recursos públicos e dará agilidade aos processos de compras de insumos no Parlamento Catarinense.

O sistema Geafin possui funcionalidades úteis para a gestão de contratos e de patrimônio e poderá substituir o sistema privado atualmente em uso na Alesc. Além de ser gratuito, possui a vantagem de funcionar perfeitamente com o sistema Sistema Eletrônico de Informação (SEI), já implementado no Parlamento e também desenvolvido pelo TRF4.

A Assembleia Legislativa foi representada na reunião, realizada na segunda-feira (13), em Porto Alegre, pelo diretor-geral, Luiz Alberto Jacobus, pelo diretor Administrativo, Lucio Mallmann, pelo assessor de Planejamento e Orçamento, Nelson Moreira, e pelo assessor jurídico Diego Vieira de Souza.

O presidente da Alesc, deputado Mauro de Nadal (MDB), apoiou a ida dos servidores a Porto Alegre e aposta em mais essa parceria com o TRF4 para melhorar a eficiência e reduzir custos na gestão do Poder Legislativo. Feitas as tratativas iniciais, a ideia agora é formalizar o termo de cessão do sistema e encaminhar o processo de implementação. 

“Com certeza a Assembleia Legislativa vai ter uma economia muito grande de recursos financeiros porque esse novo sistema será doado pelo TRF4 e, consequentemente, nós poderemos acompanhar mais de perto desde a licitação dos materiais e equipamentos da Assembleia até a vida útil desses equipamentos”, destacou o diretor-geral da Assembleia Legislativa, Luiz Alberto Jacobus.

Para o diretor Administrativo da Casa, Lucio Mallmann, um dos principais ganhos será a automatização da gestão de contratos. “A gestão automatizada de contratos evita erros e garante a execução continuada dos serviços no Parlamento”, frisou.

O presidente do TRF4 colocou à disposição a equipe de TI do tribunal para auxiliar no processo de implantação do sistema na Alesc. “Trata-se de um sistema público, ficamos felizes em colaborar com a economia de recursos ao ceder a aplicação”, disse o desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira.

Comente com o Facebook