Blitz Sanear: ações da semana resultam em lacres, multas e notificações em cinco bairros, com uma interdição comercial


A Blitz Sanear finalizou mais uma semana de fiscalizações diárias com saldo de lacres, multas e notificações por esgoto irregular em cinco bairros da capital, incluindo a interdição de um hostel na Barra da Lagoa.

 
As quatro operações do grupo, uma força-tarefa da Prefeitura Municipal de Florianópolis (PMF) e da Casan, foram realizadas, entre segunda e quinta-feira, na Barra da Lagoa (12); na Vargem Grande e no Santinho (13); no Campeche (14); e na Costeira (15).

A primeira delas, na Barra, resultou na interdição de um hostel com restaurante: testes apontaram lançamento de esgoto de vários pontos hidráulicos diretamente em córrego ao lado do imóvel e infiltração da fossa no terreno. O estabelecimento, ocalizado na Servidão Caminho da Prainha, também multado por crime ambiental.

Norte da Ilha – No dia seguinte, terça-feira (13), a força-tarefa – formada por fiscais e técnicos da Floram, Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), Casan e ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede – se descolou até o Norte da Ilha.

Um caminhão hidrojato fez a sucção da rede pluvial da Ser. Braulina Machado, na Vargem Grande, com esgoto bruto de vários imóveis desembocando, pela drenagem, no Rio Papaquara.

No Santinho, a Vigilância Sanitária notificou dois condomínios e uma casa na Ser. Luiz Paulo da Silva e um imóvel misto na Rod. Ver. Onildo Lemos, todos com esgoto a céu aberto. Além disso, no primeiro endereço, a Blitz solicitou à Intendência o lacre de uma ligação clandestina, visível na boca de lobo.

Campeche e Costeira – No Campeche, a Vigilância notificou outros cinco imóveis, entre condomínios e casas – quatro na Ser. Expedicionário Ivo Napoleão, um na Ser. Ten. Valdir de Oliveira Leite –, com lançamento de esgoto na rede pluvial, e solicitou o Habite-se em três locais em que as irregularidades sanitárias não puderam ser confirmadas. 

Na operação de quarta-feira (15), a última da semana, a força-tarefa fiscalizou uma série de comércios na Av. Jorge Lacerda, a principal via do bairro Costeira. Uma mecânica foi multada pela Floram: não havia ligação visível na rede coletora e o responsável não soube localizar a disposição final do esgoto.

Blitz Sanear – A Blitz Sanear é uma força-tarefa da PMF e da Casan, realizada por meio do Grupo Sanear Floripa, com o objetivo de fiscalizar ligações irregulares de esgoto que causem prejuízos ao meio ambiente e à saúde pública.

Com mais de 130 ações semanais realizadas desde outubro de 2018, a Blitz Sanear já inspecionou residências, imóveis comerciais, shopping centers, hotéis, restaurantes, pousadas, condomínios e edifícios em mais de 30 localidades de Florianópolis. Na semana passada, o grupo fez operações nos bairros Centro, Campeche, Barra da Lagoa, Santinho, Ingleses, Estreito e Monte Cristo. 


Comente com o Facebook