Programa Arte Cidadã implanta sistema de aulas híbridas


Seguindo seu Plano de Contingência para a Covid-19, o Programa Arte Cidadã está implantando o sistema híbrido de ensino em suas aulas. O objetivo é realizar o retorno gradual dos alunos aos espaços atendidos, sempre observando a capacidade dos locais e respeitando o distanciamento social entre estudantes e professores.

Segundo Grasieli Bernardi, coordenadora do Programa, os alunos estão sendo consultados para definir a manutenção do modelo online, ou a volta ao presencial. “Os alunos estão sendo ouvidos e, se a quantidade de estudantes que preferem o presencial excede o limite dos espaços, as atividades são realizadas por rodízio de alunos. Então dividimos as turmas em aulas semanais ou quinzenais, individuais, duplas ou trios, sempre com distanciamento, e respeitando o uso de máscara, álcool gel e aferição de temperatura na entrada do espaço”, declarou.

Bernardi destaca que estão sendo realizadas reuniões com pais e responsáveis, além de manter contato constante com as famílias através de telefone, e-mail ou WhatsApp para que todos acompanhem o processo de adequação que o momento exige. “Nesses encontros reforçamos com os responsáveis os protocolos em relação à pandemia. Temos tido concordância e colaboração, além de elogios aos professores pelos trabalhos remotos, atenção aos alunos e recepções presenciais”, completou.

No momento, os locais com atividades presenciais são: Escola de Artes, Biblioteca Pública Municipal, Programa Verde Vida, Programa Viver, Unochapecó, Cruz Vermelha, Programa Inovamente e Programa Arte Jovem Passo dos Fortes. Os demais seguem no remoto, com perspectivas presenciais para o segundo semestre. Mesmo assim, estima-se que boa parte dos alunos, que eram atendidos no Centro de Cultura e Eventos, permaneçam no ensino virtual em função do espaço estar em uso para questões da saúde do Município e irá passar por reformas em seguida. Outras informações podem ser acessadas pelo telefone/WhatsApp (49) 3319-1012.

Comente com o Facebook