Sessões da CPI dos respiradores são transferidas para a próxima semana

A sessão de maior expectativa da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI dos Respiradores, que estava marcada para esta terça-feira (26) foi transferida para a próxima semana, no dia 2 de junho. O adiamento se deve ao fechamento dos dois prédios da Assembleia Legislativa para sanitização dos ambientes depois que um servidor testou positivo para Covid-19 e outros quatro casos estão em análise.

Segundo comunicado oficial da presidência da Alesc, todas as atividades foram suspensas a partir das 14h desta segunda-feira, e serão retomadas a partir da próxima segunda-feira, dia 1º de junho, com novo e mais rigoroso protocolo sanitário. Segundo o relator da CPI dos Respiradores, deputado Ivan Naatz (PL), a suspensão das atividades vai atrasar um pouco os trabalhos da comissão, “mas é necessária para a segurança tanto dos servidores como dos parlamentares. Mesmo assim, vamos continuar buscando formas de agilizar a produção do relatório final o mais rápido possível”, observa.

A sessão transferida vai contar com os depoimentos dos ex-secretários, de Saúde, Helton Zeferino, e da Casa Civil, Douglas Borba, e da ex-superintendente de gestão administrativa da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Márcia Regina Geremias Pauli, apontados como os três principais envolvidos no processo de compra dos 200 respiradores ao preço de R$ 33 milhões, com pagamento antecipado e sem garantias.

Sobre a possibilidade de acareação entre estes depoentes, Naatz destacou que existe o pedido (feito pelo deputado estadual João Amin (PP), mas que o procedimento não deverá ocorrer na próxima terça-feira). “É preciso passar a fase de depoimentos”, explica. O deputado relator disse ainda que aproveitará esta semana para estudar formas de agilizar ainda mais os trabalhos da CPI e confirmou a estratégia de compartilhamento de informações com as investigações paralelas da Polícia Civil e do Ministério Público sendo que os depoimentos escritos já foram obtidos e colocados nos autos, incluindo também os de  mídias digitais (áudio e vídeo), a partir desta segunda-feira (25). 

Comente com o Facebook