Central de Apoio Emocional realizou mais de 700 atendimentos em Balneário Camboriú

0
1

Desde o dia 21 de março, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social está em funcionamento em Balneário Camboriú a Central de Apoio Emocional, com o objetivo de assistir pessoas que enfrentam momento de pânico, ansiedade e depressão.

O trabalho acontece, por meio do Abraço à Vida – que já atende um grande número de pessoas no município. A central foi criada com foco no impacto psicológico gerado durante a pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19) e já prestou assistência, desde a abertura, para pouco mais de 700 pessoas. Segundo o relatório mais recente, foram realizados 587 atendimentos via whatsapp e 122 ligações.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social, Christina Barichello, “em uma situação de pandemia é fundamental que as pessoas saibam que podem contar com este apoio durante 24h, gerando assim um acalento ao coração e à mente. O mais incrível é que não se trata apenas do suporte emocional, pois os profissionais dão dicas de como permanecer no confinamento de uma maneira mais agradável, amenizando os sintomas e dilemas. Sendo assim, acreditamos que este programa é crucial para manter a saúde mental das pessoas em Balneário Camboriú”, declara a secretária.

As maiores buscas ao canal de atendimento da Central são feitas por pessoas que apresentam crises de pânico, ansiedade generalizada, depressão, conflitos familiares e pensamentos suicidas. Também foram atendidos muitos idosos que moram sozinhos e, devido ao isolamento se sentem inseguros com a atual situação.

Para o prefeito Fabricio Oliveira, além dos problemas físicos, o coronavírus gera estresse e expõe a população a grandes abalos emocionais. “Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença afeta também o lado psicológico, devido à incerteza, isolamento social e ausência do trabalho. Portanto, esse serviço, prestado por profissionais capacitados, é essencial para enfrentar este momento difícil. Já atendemos mais de 700 pessoas, o que demonstra a importância desta central de apoio”, ressalta o prefeito.

Se você precisar conversar, desabafar ou ter alguma orientação, ligue para os telefones (47) 3267-7113 e 7114 ou pelo whatsapp (47) 9 9982-2322.

Comente com o Facebook