Procon de Camboriú fiscaliza preços em produtos de prevenção ao Coronavírus

A Prefeitura de Camboriú, por meio do Procon, fiscaliza os estabelecimentos comerciais, em especial, farmácias e supermercados de Camboriú, que vendem produtos de prevenção ao Coronavírus (Covid-19). A fiscalização foi intensificada na tarde desta segunda-feira, dia 16. É uma ação para coibir a prática de preços abusivos, e uma medida protetiva ao consumidor de Camboriú.

De acordo com o coordenador da Casa da Cidadania, e responsável pelo Procon, Sandro Amorim, a fiscalização é para verificar o preço e prazo de validade do álcool em gel e líquido, máscaras e luvas. O Procon poderá autuar, multar e até interditar os estabelecimentos que forem flagrados praticando aumento abusivo. “Os preços não podem ser aumentados sem justificativa.

Não vamos aceitar prática abusiva na venda dos produtos de prevenção ao vírus. Além disso, Recebemos a informação que tem um estabelecimento numa cidade vizinha vendendo álcool sem rótulo, e no caso um produto que não esteriliza. Estamos verificando se isso está acontecendo em Camboriú também”, comenta Sandro. “Caso haja aumento no produto na fábrica, o comerciante deve apresentar a nota fiscal de compra”, conclui.

A diretora de Vigilância em Saúde, Josiane Farias, alerta para que o consumidor tenha muito cuidado na hora de adquirir o álcool em gel ou líquido. “Para maior eficácia de proteção contra o vírus, o álcool tem que ter 70% de etanol na sua concentração.

O produto deve ser aplicado em toda mão e repetidas vezes”, explica Josiane. “O consumidor deve estar muito atento e comprar produtos de procedência”, conclui.

Comente com o Facebook