Saiba o que pode e o que não pode na Praia de Balneário Camboriú no Réveillon

A Praia Central de Balneário Camboriú é o palco do espetáculo do Réveillon e reúne milhares de pessoas na orla. Para garantir a segurança de todos que circulam pelo local, está proibido o uso de copos e garrafas de vidro em toda extensão da praia, com exceção das garrafas de espumante. O objetivo é evitar ferimentos e tornar a virada de ano mais segura para moradores e turistas.

A Guarda Municipal e Polícia Militar serão os órgãos responsáveis pela fiscalização. A proibição valerá a partir das 21h. Além da proibição do uso de utensílios de vidro na noite da virada, demais itens são impedidos de adentrar na orla o ano todo, conforme a Lei Municipal nº 4258/2019. São eles: copos e garrafas de vidro, churrasqueiras de qualquer espécie (fogão, botijão de gás), objetos cortantes e equipamentos que necessitam de energia elétrica na rede de distribuição púbica.

Deck e Molhes estarão fechados

Nesta quinta-feira (26), ocorreu uma reunião do Grupo Integrado de Segurança para tratar das questões de segurança da festa do Ano Novo. Estiveram presentes representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal e Agentes de Trânsito.

De acordo com o secretário de segurança pública, David Queiroz, será montado uma sala de situação integrada especificamente para o ano novo onde todos os órgãos atuarão em conjunto. No total, serão cerca de 250 agentes. “Também será feito a fiscalização de ambulantes pela manhã e será intensificada durante a tarde”, explicou.

No dia 31, os molhes da Barra Sul e Norte, a partir das 6h, e o deck da Barra Norte, a partir das 21h, estarão fechados para o acesso do público. Além disso, na Passarela da Barra será proibido a permanência no local durante a queima dos fogos e a circulação de pessoas ocorrerá por meio de uma estrutura interna que será montada.

A circulação de veículos ficará impedida entre as Ruas 3.000 até 1.101, entre as 21h de terça e 2h de quarta-feira (1).

Em caso de emergência, devem ser acionados os Bombeiros (193), SAMU (192), Polícia Militar (190) e/ou Guarda Municipal (153).

Fiscalização de barracas e ambulantes clandestinos

A fiscalização de Planejamento, Obras e Postura estará em conjunto com a Guarda Municipal e Polícia Militar no dia 31, a partir das 9h, com o efetivo de fiscais coibindo a prática de montagem de barracas e tendas na areia da Praia Central. O objetivo é evitar a ocupação de espaço público antecipado. Caso haja barracas e tendas montadas sem ninguém ocupando ou responsáveis por elas, serão desmontadas e apreendidas e serão levadas para o pátio da secretaria de obras.

Na parte da tarde, serão 28 fiscais, com mais 20 policiais militares e guarda municipal, para fiscalizar os vendedores ambulantes clandestinos e proibir a venda de mercadorias como bebidas e comidas. Todo o material será apreendido e o ambulante clandestino multado, e os produtos apreendidos, como não tem procedência garantida, não serão devolvidos.

Comente com o Facebook