Coronel Mocellin vai brigar em Brasília por recursos para a dragagem do Rio Itajaí-Mirim

A dragagem do Rio Itajaí-Mirim e outras obras importantes para combater as cheias na região dependem da liberação de recursos federais. A informação foi repassada pelo secretário de Estado da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, durante audiência pública da Comissão de Proteção Civil da Assembleia Legislativa, realizada nesta segunda-feira (09), na Câmara de Vereadores de Itajaí.

Proponente do evento, o vice-presidente da comissão, deputado Coronel Mocellin, assumiu o compromisso de trabalhar pelos recursos junto ao Governo Federal. Trata-se da liberação de R$ 94 milhões já garantidos para obras no Rio Itajaí-Mirim, e a inclusão no orçamento da União de R$ 165 milhões para a construção da Barragem de Botuverá, obra já prevista no Plano Nacional de Segurança Hídrica.

“O rio está morto. Mas se realizarmos as obras vamos revitaliza-lo para a população e dar um passo importante para amenizar o impacto das cheias na região. Sendo que a construção da barragem de Botuverá também tem papel essencial. Passou da hora da gente enfrentar com seriedade e compromisso essa questão”, destacou.

O evento foi marcado pela presença da comunidade, empresários, entidades e várias autoridades. Além do secretário estadual João Batista Cordeiro Júnior, também compareceram vereadores como o Rubens Angioletti, um dos proponentes da audiência, o secretário da Defesa Civil de Itajaí, Carmo Dias, além de representantes do IMA, Semasa, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar.

Comente com o Facebook