Itajaí deve buscar centro de coleta e distribuição de sangue por demanda

Comunidade saiu satisfeita da audiência promovida nessa segunda-feira, na Câmara de Vereadores de Itajaí, para discutir a implantação do Hemosc na cidade. O evento foi proposto pelo vereador
Rubens Angioletti.

Estrutura de um hemocentro completo foi descartada pelo Hemosc, devido a alto custo e pouco aproveitamento. Mas o diretor Guilherme Genovez confirmou estudos para a implantação de um centro de distribuição e coleta seletiva de sangue. “Hemosc adotou um modelo focado na gestão de estoque, no qual busca ampliar o cadastro de doadores e, sempre que houver necessidade, faz a coleta do tipo sanguíneo necessário indo até o doador, ou seja, a coleta é seletiva e não aberta”, destacou o diretor.

Agora o deputado Coronel Mocellin pretende buscar os recursos para viabilizar a implantação junto ao Goverdo do Estado.

Representantes dos Hospitais Marieta e Pequeno Anjo afirmaram que um centro de coleta seletiva e distribuição na região já ajudaria muito, pois traria o sangue pra mais perto dessas unidades, aumentando a segurança dos procedimentos.

Também participaram do evento autoridades como o deputado Maurício Eskudlark e representantes do Movimento Pró-Hemosc Itajaí e Região, como a Glória Dal castel .