Artistas de Balneário Camboriú participam de pesquisa sobre os impactos da pandemia

    Desde segunda-feira (27), a Fundação Cultural e o Conselho Municipal de Política Cultural estão levantando os impactos econômicos que a pandemia de coronavírus (COVID-19) está causando aos profissionais da área da cultura em Balneário Camboriú. O levantamento é feito por meio de um questionário que está sendo enviado a feirantes, artesãos, produtores culturais, músicos e demais artistas de todos os segmentos.

    Até o momento, 110 pessoas responderam ao questionário. Destas, 47% informou que a principal atividade econômica delas está ligada a área da cultura. Sobre o mercado de trabalho, 47% são autônomos, 34% microempreendedores individuais e 17% estão desempregados. Com relação ao tempo em que conseguirão se manter enquanto houver restrições por causa da pandemia, 19% informou já estar em situação emergencial. Responderam que estão com falta de alimentos 25%.

    De acordo com a presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Denize Leite, é importante que o questionário seja respondido, pois ele servirá de base para a elaboração de políticas de apoio a esses trabalhadores.

    O questionário também pode ser acessado aqui. Os dados serão usados para a elaboração do diagnóstico de forma anônima, sem identificação dos artistas e produtores.

    Comente com o Facebook