- PUBLICIDADE GOOGLE-

Cadorin destaca desafios de SC no Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Deputado Matheus Cadorin
FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Continua após o anúncio

Nesta terça-feira (2), durante a sessão da Assembleia Legislativa, o deputado Matheus Cadorin (Novo) abordou a importância do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado na mesma data. Ele chamou atenção para os desafios do Estado no atendimento às pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Cadorin iniciou sua fala informando que, no Brasil, estima-se que 2 milhões de pessoas possuem TEA, o que representa cerca de 1% da população. Em Santa Catarina, este número seria de aproximadamente 80 mil, mas o Estado conta com apenas 14 centros de reabilitação e pouco mais de 200 equipes multidisciplinares especializadas no atendimento a este público.

Continua após o anuncio

Para o deputado, a ampliação da rede de atendimento, a capacitação de mais profissionais e a divulgação de informações são os principais desafios do Estado. Ele ressaltou a necessidade de superar o preconceito e preparar melhor os profissionais que interagem com crianças e adolescentes autistas, principalmente os professores.

Outras frentes de atuação
Na mesma sessão, outros parlamentares também se manifestaram sobre o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. O deputado Pepê Collaço (PP), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Espectro Autista, destacou as atividades realizadas pela Frente, como a realização de um censo estadual e a publicação de livros e revistas com informações sobre o autismo.

Continua após o anúncio

O presidente da Assembleia Legislativa, Mauro de Nadal (MDB), lembrou que a Casa é parceira dos pais e das mães dos autistas, e destacou a implantação da carteirinha do autista e a aprovação de lei que torna o diagnóstico do autismo válido por tempo indeterminado.

A deputada Luciane Carminatti (PT) relatou sua experiência ao participar de um seminário sobre o tema em Chapecó, que reuniu cerca de 1 mil pessoas. Ela ressaltou a importância de ouvir os depoimentos de pais e mães de crianças autistas para entender melhor suas necessidades.

Fonte: Agência ALESC – Gabinetes

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -

Veja Mais