- PUBLICIDADE GOOGLE-

No Dia Mundial da Água, Padre Pedro alerta para degradação dos recursos hídricos

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Deputado Padre Pedro (ao microfone) e o vereador Zanatta, durante seminário em Camboriú. FOTO: Vitor Hugo/Divulgação

Continua após o anúncio

O deputado Padre Pedro Baldissera chama a atenção neste dia 22 de março, Dia Mundial da Água, para a qualidade das águas dos rios, das nascentes e para o consumo humano. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992, para suscitar o debate e dar encaminhamentos a questões essenciais que envolvem a proteção dos recursos hídricos no planeta.

“Temos tratado o tema da água com muita atenção em nosso mandato. Sem água não há vida.”

Continua após o anuncio

Nesta semana, o deputado, em parceria com o vereador Eduardo Zanatta e a Rede Guarani Serra Geral, realizou o Seminário Água e Meio Ambiente no Instituto Federal Catarinense, em Camboriú. “Um encontro crucial em que discutimos soluções para promover a conscientização sobre a preservação ambiental na região.”

O vereador Zanatta advertiu que se retira mais água do Rio Camboriú do que a sua capacidade para abastecer os dois municípios, de Camboriú e Balneário Camboriú. “Se der uma seca, vai faltar água. A gente está tirando mais água do que o rio pode nos fornecer.”

Continua após o anúncio

Padre Pedro destacou que toda a água que chega na torneira das nossas residências, conforme estatísticas, apresenta resíduos de metais pesados e agrotóxicos. “Isto nos leva a pensar muito em torno desta questão. O Planeta, a mãe Terra, a mãe água, a mãe ar clamam por uma relação de harmonia com estes elementos que são fundamentais à vida, à nossa existência e sobrevivência.”

Ele ressaltou que precisamos avançar nas questões econômicas, mas com responsabilidade, buscando condições e qualidade de vida e sem a necessidade da degradação total do meio ambiente do qual fazemos parte.

“Somos um conjunto de relações, mas infelizmente vivemos hoje uma crise climática que atinge diretamente o planeta como um todo, em todas as relações, com suas dimensões. A tendência é da crise do clima se acentuar, mais forte em algumas regiões, com consequências mais drásticas, outras menos, mas que vão afetando e avançando. Não é de hoje que os estudos científicos apontam para este cenário.”

Padre Pedro criticou o descaso profundo que se tem com a questão ambiental, com a natureza em nome do progresso, das cifras, do dinheiro. “É um grande retrocesso, porque as consequências farão com que, infelizmente, não vamos avançar economicamente. Estas questões vão nos colocar contra a parede e nos empobrecer cada vez mais”, alerta.

O deputado disse durante o Seminário Água e Meio Ambiente que é preciso construir ações políticas para dar respostas à sociedade que está preocupada com o aquecimento global. “A tendência é 1,5 grau por ano a mais, vamos viver muitas situações drásticas e precisamos de ações contundentes para com o meio ambiente, para a gente ter um planeta melhor para se viver.”

Neste ano, o tema apresentado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) para o Dia Mundial da Água e para nortear as ações da Agência durante o ano de 2024 é “A Água nos Une, o Clima nos Move”.

Juliana Wilke
Assessoria Coletiva | Bancada do PT na Alesc | 48 3221 2824 [email protected]
Twitter: @PTnoparlamento | Facebook: PT no Parlamento

Fonte: Agência ALESC – Gabinetes

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -

Veja Mais