- PUBLICIDADE GOOGLE-

Dia Mundial do Rim: Governo do Estado amplia serviços de Hemodiálise em Santa Catarina e traz esperança aos pacientes

No Dia Mundial do Rim, celebrado neste ano em 14 de março, o Governo de Santa Catarina destaca os novos serviços de hemodiálise implantados no estado. A iniciativa visa reduzir o tempo de espera por tratamento e oferecer melhor qualidade de vida aos pacientes acometidos pela Doença Renal Crônica (DRC).

A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, reforça a importância do diagnóstico precoce e tratamento adequado para a saúde dos rins. “Aqui em Santa Catarina, temos uma ampla rede de atendimento aos pacientes renais. A prevenção é o primeiro passo, mas quando necessário, a gente tem que garantir o acesso às hemodiálises e ao transplante renal. Por isso que nós, da Secretaria de Estado de Saúde, com o apoio do Governo de Santa Catarina, estamos ampliando os investimentos nessa área. Só neste ano de 2024, foram 5 milhões de reais para a compra de novas máquinas e poltronas para hemodiálises. E os avanços não vão parar por aí”, afirma a secretária.

Continua após o anúncio

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está investindo na abertura de novas unidades de hemodiálise em diferentes regiões, além de ampliar a capacidade de atendimento nas unidades já existentes. Na Grande Florianópolis, foram disponibilizadas mais 16 vagas de hemodiálise na Clinirim. Na região da Foz do Rio Itajaí, 47 novas máquinas de hemodiálise foram entregues, ampliando o atendimento da Associação Renal Vida, beneficiando 282 pacientes. O investimento por parte do Estado nesses novos equipamentos foi de R$ 2,5 milhões.

Além das ampliações já realizadas, ainda há a previsão de abertura de mais 100 vagas de hemodiálise, 100 diálise peritoneal e nefrologia pediátrica na Fundação Pró-Rim, em Balneário Camboriú, com investimentos de R$ 2,5 milhões do Governo do Estado.

Continua após o anuncio

A intenção com a ampliação dos serviços é possibilitar que os pacientes tenham acesso ao tratamento necessário, sem precisar esperar longos períodos ou viajar para outras cidades. Em Santa Catarina, o acesso ao tratamento é garantido através da Linha de Cuidado da Pessoa com Doença Renal na atenção básica e especializada, e dentro das diretrizes está o cofinanciamento do Estado para a prestação dos serviços.

Doença Renal Crônica

Continua após o anúncio

A Doença Renal Crônica é um problema de saúde pública que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que cerca de 10% da população tenha DRC. Em Santa Catarina, mais de 655 mil catarinenses sofrem com a enfermidade. Destes, cerca de 4 mil apresentam um quadro de insuficiência renal crônica em fase terminal e precisam ser submetidos a hemodiálise, enquanto 700 evoluem para o óbito.

A doença pode ser causada por diversos fatores, como diabetes, hipertensão arterial, glomerulonefrite e doenças autoimunes. A DRC é grave e pode levar à insuficiência renal e à morte. No entanto, pode ser prevenida e detectada precocemente com medidas simples, como o controle da pressão arterial e do diabetes, manutenção de um peso saudável, e realização de exames médicos regulares.

Mais informações para a imprensa:
Karla Lobato
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde
(48) 99134-4078
[email protected]

www.saude.sc.gov.br

Fonte: Governo SC

Continua depois do anúncio: FP

- CONTEÚDO PROMOVIDO -

Veja Mais